BusinessTimes

Elon Musk pode tirar dinheiro do próprio bolso para compra do Twitter (TWTR34); entenda

20 abr 2022, 13:57 - atualizado em 20 abr 2022, 13:58
Elon Musk Twitter
Elon Musk estaria disposto a ceder US$ 15 bilhões de sua própria fortuna para aquisição do Twitter (Imagem: Patrick Pleul/Pool via REUTERS)

A obsessão de Elon Musk pelo Twitter (TWTR; TWTR34) alcançou novos patamares.

Após realizar uma oferta de US$ 43 bilhões para compra da rede social na última quinta-feira (14), o portal New York Post informou que o empresário estaria disposto a conceder US$ 15 bilhões de sua própria fortuna para financiar a aquisição da plataforma digital.

Apesar de ser considerado o homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 270 bilhões, Musk tem tido problemas para arrecadação de capital necessário para a compra do Twitter.

Fundos de investimentos norte-americanos, como Blackstone Group, Vista Equity Partners e Brookfield Asset Management, se recusaram a apoiar o bilionário em sua arrecadação.

A aversão das empresas de private equity a Musk é motivada, principalmente, por suas opiniões controversas e gosto por polêmicas junto a instituições políticas e órgãos reguladores.

Segundo especialistas, fundos de investimentos preferem se manter distantes de embates políticos ou polêmicas de grande repercussão entre a opinião pública.

A proposta feita por Musk na semana passada iria pagar cerca de US$ 54,20 por ação do Twitter aos seus acionistas atuais.

Porém, estima-se que com a participação de novos investidores externos, a oferta possa ser elevada – tornando as ações do conselho de administração da empresa ainda mais restritas.

SEC Elon Musk Twitter
Musk acumula uma série de conflitos envolvendo a própria SEC e o Twitter (Imagem: Shutterstock/AevanStock)

De acordo com documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês), Musk contratou o banco de investimentos Morgan Stanley como consultor financeiro de sua nova transação.

O banco, inclusive, está conversando com investidores associados para o levantamento de cerca de US$ 10 bilhões de dólares para o CEO da Tesla.

Nas últimas semanas, as discussões entre Musk e o Twitter também se tornaram bem acaloradas. O empresário afirmou que se adquirisse a rede social iria interromper o pagamento do salário de membros do conselho, tornar a sede da empresa em São Francisco, na Califórnia, um abrigo para sem-teto e flexibilizar a moderação de conteúdos presente na plataforma.

Atualmente, Musk é o maior acionista do Twitter, detendo cerca de 9,2% do total das ações da companhia.

Siga o Money Times no Instagram!

Conecte-se com o mercado e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre as notícias que enriquecem seu dia! Sete dias por semana e nas 24 horas do dia, você terá acesso aos assuntos mais importantes e comentados do momento. E ainda melhor, um conteúdo multimídia com imagens, vídeos e muita interatividade, como: o resumo das principais notícias do dia no Minuto Money Times, o Money Times Responde, em que nossos jornalistas tiram dúvidas sobre investimentos e tendências do mercado, e muito mais. Clique aqui e siga agora nosso perfil!

Estagiário
Estudante de jornalismo na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Foi tradutor no Programa de Voluntários Internacionais da ONU durante dois anos. Na universidade, desenvolve pesquisas em Linguagem e História do Pensamento Social Brasileiro. Escreve sobre tecnologia, ciência, conflitos e assuntos internacionais.
Linkedin
Estudante de jornalismo na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Foi tradutor no Programa de Voluntários Internacionais da ONU durante dois anos. Na universidade, desenvolve pesquisas em Linguagem e História do Pensamento Social Brasileiro. Escreve sobre tecnologia, ciência, conflitos e assuntos internacionais.
Linkedin