Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Embraer negocia ajuda de US$ 600 milhões para dívidas

26/05/2020 - 16:32
Embraer
O prazo em discussão para a dívida é de dois a três anos, disse uma das pessoas. Os termos ainda não estão definidos e podem incluir um compromisso de preservar empregos (Imagem: REUTERS/Roosevelt Cassio)

A fabricante de aeronaves Embraer negocia com bancos um pacote de resgate de cerca de US$ 600 milhões que incluirá apenas instrumentos de dívida, sem possibilidade de os credores ficarem com participação acionária na empresa, disseram duas pessoas a par do assunto.

O BNDES fornecerá cerca de 50% do empréstimo, enquanto o restante será financiado por um conjunto de bancos comerciais, incluindo o Banco do Brasil, o Banco Santander Brasil e o Banco Bradesco, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificados porque o discussões são privadas.

A equipe econômica não quer que a Embraer volte às mãos do governo e organiza o empréstimo sindicalizado para ajudar a fabricante de aviões após o fracasso do acordo com a Boeing.

O prazo em discussão para a dívida é de dois a três anos, disse uma das pessoas. Os termos ainda não estão definidos e podem incluir um compromisso de preservar empregos.

Fique longe destas 3 ações: saiba quais ativos são ‘furada’ segundo analista da Empiricus

O governo ainda detém a chamada “golden share” na Embraer, mesmo tendo vendeu o controle da empresa em 1994.

Em nota, a Embraer afirmou que a empresa, o BNDES e outros bancos, no Brasil e no exterior, “estão discutindo propostas de financiamento, principalmente uma voltada para financiamento ao capital de giro para exportações (BNDES Pré-Embarque), que não altera o atual quadro acionário da Companhia, provendo capital de giro, reforço de capital e possibilitando a melhoria do perfil de endividamento.” A empresa não comentou o tamanho da transação.

O BNDES, com participação de cerca de 5% na empresa, não quis comentar. Bradesco, Santander e Banco do Brasil não responderam imediatamente a um pedido de comentários.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 26/05/2020 - 16:32

Pela Web