Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Embraer opera em queda com JetBlue substituindo frotas por aviões da Airbus

11/07/2018 - 11:15

Embraer

Por Investing.com – Desde o anúncio do acordo com a Boeing, as ações da Embraer (EMBR3) acumulam seguidas quedas na bolsa. No início da jornada desta quarta-feira, os papéis operam mais uma vez com perdas de 2,53% a R$ 21,98, liderando as perdas do Ibovespa. Agora, além das incertezas com a parceira, a companhia brasileira sofreu um novo revés.

A companhia aérea norte-americana JetBlue anunciou a compra de 60 jatos de corredor único A220-300, da Airbus. Esse foi o primeiro grande pedido recebido para o modelo que anteriormente era chamado de CSeries e que vai marcar a substituição de aviões da Embraer operados pela empresa.

Ontem, a Airbus anunciou que renomeou para A220 o modelo CSeries, da canadense Bombardier, que tem capacidade para 110 a 130 assentos. A Airbus assumiu o controle majoritário do deficitário programa de aeronaves da Bombardier. O negócio foi fechado em 1 de julho do ano passado.

O A220 substituirá a frota atual da JetBlue de 60 aviões E190, da Embraer, com os jatos deixando de operar a partir de 2020. O triunfo do A220 sobre a Embraer prepara o terreno para uma competição acirrada entre a Airbus e a Boeing no mercado de aeronaves de corredor único.

“É uma decisão muito inteligente da parte da JetBlue porque o A220 é um avião extremamente flexível”, disse Henry Harteveldt, analista de frota do Atmosphere Research Group, acrescentando que se trata de um “avião completamente novo” com eficiência de combustível que permitiria à JetBlue transportar “mais 20 a 30 passageiros de graça””.

A JetBlue disse que a nova aeronave será montada nas instalações da Airbus no Alabama, mas não descreveu os detalhes financeiros do acordo.

Com Reuters.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Aviação, Embraer, Empresas

Última atualização por Gustavo Kahil - 11/07/2018 - 11:15