Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Esteves gasta R$ 138,3 milhões e compra 46% do IPO da Estapar

15/05/2020 - 18:23
Estapar
Esteves já havia prometido comprar a oferta inteira se não houvesse demanda suficiente, de acordo com o prospecto, para garantir que a empresa pudesse fazer os pagamentos pela concessão (Imagem: Money Times/Gustavo Kahil)

Não foi o melhor dos momentos para o bilionário brasileiro André Esteves.

Esteves, que controla a operadora de estacionamento brasileira Estapar, comprou uma participação adicional de R$ 138,3 milhões em uma oferta pública inicial no dia 13, que saiu no piso da faixa indicativa.

As ações da companhia, que têm uma participação do investidor Sam Zell, caíram até 20%, para R$ 8,40, em sua estreia nesta sexta-feira.

A Estapar decidiu enfrentar mercados turbulentos e avançar com seu IPO porque precisa de R$ 600 milhões para pagar uma concessão de zona azul da cidade de São Paulo em meio a um fluxo de caixa menor com a pandemia.

Além da injeção de capital, a empresa precisará de um empréstimo de R$ 300 milhões para pagar a concessão, que está sendo contestada judicialmente.

Esteves, fundador e maior acionista do Banco BTG Pactual S.A., decidiu deixar os mercados encontrarem um preço em vez de debater o valor da empresa, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

Ele também buscou dinheiro de outros investidores para a injeção de capital, porque os acionistas anteriores não queriam aumentar seus investimentos, disse a pessoa, pedindo para não ser identificada porque as conversas são privadas.

Esteves já havia prometido comprar a oferta inteira se não houvesse demanda suficiente, de acordo com o prospecto, para garantir que a empresa pudesse fazer os pagamentos pela concessão.

No final, ele comprou 46% das 28,6 milhões de ações emitidas, sem considerar os lotes adicionais, da Estapar, conhecida formalmente como Allpark Empreendimentos Participações e Serviços S.A., de acordo com o prospecto.

As compras foram feitas através do seu fundo FIM CP Valbuena IE, enquanto sua participação anterior era detida pelo fundo Maranello Fip Multiestrategia.

A corretora do BTG Pactual dominou as compras das ações da Estapar nesta sexta-feira, com um volume líquido de cerca de 1,5 milhão de ações a partir das 13 horas e 30 minutos, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

A participação final de Esteves na empresa ainda depende de um bônus de subscrição que possa aumentar o número de ações detidas pela Equity International, empresa de investimentos fundada por Zell, e dos lotes de venda de ações adicionais do IPO.

É provável que o banqueiro brasileiro termine com uma participação semelhante aos 48% que possuía antes da oferta, segundo o prospecto da oferta.

A Estapar vendeu 28,6 milhões de ações a R$ 10,50 por ação, o nível mais baixo da faixa de preço proposta. Somente a empresa vendeu ações.

A Equity International, empresa de investimentos fundada por Zell, assumiu uma participação inicial de R$ 500 milhões na Estapar em 2016 usando bônus de subscrição e antes do IPO possuía quase 33% por meio de um fundo chamado Riverside. Se exercer seu bônus de subscrição, pode acabar com fatia de 29%.

Um grupo de fundos do BTG comprou uma participação de 50% na Estapar em 2009, e o banco e seus sócios detinham aproximadamente 77% em março de 2012, quando o BTG fez seu IPO. Esteves adquiriu todas as participações de seus sócios em dezembro.

O BTG é o banco líder na oferta de ações. Também participaram o Banco Bradesco BBI, o Banco Santander Brasil e o BB Investimentos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: Bloomberg, Empresas, Estapar

Última atualização por Vitória Fernandes - 15/05/2020 - 18:23