Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

EUA: Futuros sobem de olho na guerra comercial vigente

26/06/2019 - 10:22
Mercados
Investidor atento nas negociações entre EUA e China (Imagem: Pixabay)

Por Investing.com

Os futuros dos EUA subiam nesta quarta-feira, depois que o secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, disse que o acordo comercial EUA-China estava “90% completo”.

Seus comentários aumentaram as esperanças de que o presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente chinês, Xi Jinping, evitem a escalada da disputa sobre o comércio e, no final das contas, sobre o poder econômico global quando se encontrarem no sábado, paralelamente à cúpula do G20.

O índice de tecnologia Nasdaq 100 sobem 0,52% enquanto os futuros do Dow avançam 0,30% e o S&P 500 futuros ganham 0,3%.

Wall Street caía na terça-feira depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, e o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, minimizaram as chances de um grande corte de taxa em julho. Powell disse que o banco central será paciente em sua abordagem quanto aos cortes de juros, enquanto Bullard apontou para um corte de taxa menor do que os 50 pontos básicos que alguns esperavam.

A empresa de semicondutores Micron (NASDAQ:MU) saltava 9,9% depois que seu lucro superou as expectativas e disse que ainda era capaz de exportar certos produtos para a China, apesar da proibição da Casa Branca de fazer negócios com a Huawei e outras companhias.

A FedEx (NYSE:FDX) subia 1,2% depois de ter divulgado lucros acima do esperado para o quarto trimestre fiscal, enquanto a gigante chinesa Alibaba (NYSE:BABA) ganhou 1,8% e o Facebook (NASDAQ:FB) subia 1%.

A AbbVie (NYSE:ABBV) recuperou 2,1% depois de cair 16% na terça-feira sobre o que foi visto como uma oferta de aquisição cara para a fabricante de Botox Allergan (NYSE:AGN).

A Tesla (NASDAQ:TSLA) caíav0,1% depois que outro executivo deixou a empresa.

Na frente econômica, as encomendas de bens duráveis serão divulgada às 9h30.

Em commodities, o petróleo subia 1,6%, para US$ 58,76 o barril, no caminho para sua quarta alta em cinco dias, após sinais de que a temporada de verão está finalmente se alimentando dos estoques de petróleo dos EUA.

Os futuros do ouro caíam 0,6% para US$ 1.410,85 por onça troy, enquanto isso, em reação aos comentários dos oficiais do Fed. O índice dólar, que mede a força da moeda americana em comparação com a cesta das seis principais moedas, subia 0,1%, para 95,732.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por Bruno Andrade - 26/06/2019 - 10:24

Cotações Crypto
Pela Web