Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Europa: Ações da Europa têm pausa pra respirar depois do pregão de segunda

02/04/2019 - 9:12
Os mercados europeus estavam em alta, mas para digerir o resultado da indústria na China e nos EUA, eles derma uma pausa

Por Geoffrey Smith/Investing.com

Os mercados acionários da Europa estavam em alta após o início do pregão desta terça-feira, mas pareciam precisar de uma pausa para respirar depois da forte recuperação na segunda-feira, em resposta às pesquisas encorajadoras de indústria na China e nos EUA.

Às 05h15, o índice de referência Euro Stoxx 600 foi efetivamente alterado para 383,74. A Dax da Alemanha também ficou estável, enquanto o FTSE 100 do Reino Unido deveu mais do seu ganho de 0,4% para outro chute na libra na sequência de mais uma falha do parlamento para encontrar uma maneira de sair do impasse Brexit na noite de segunda-feira.

As ações do Reino Unido parecem ter sucumbido ao cansaço do Brexit, não querendo responder a notícias adicionais que ainda deixam uma ampla gama de resultados possíveis.

Quatro dias depois do prazo em que o Reino Unido deveria ter saído da UE, o destino final do país ainda está entre um “Hard Brexit” perturbador, sem acordos de transição, e uma votação parlamentar para acabar com todo o processo de separação.

O Parlamento votou ontem à noite contra todas as outras opções que representaram tentativas de encontrar um compromisso, deixando o “sem-acordo” em 12 de abril como o padrão legal, e a revogação do chamado processo do Artigo 50 como a única maneira legalmente garantida de evitá-lo. Qualquer outra coisa, como um longo adiamento do prazo que a primeira-ministra Theresa May supostamente está querendo para pedir à UE, estaria condicionada à aprovação unânime dos outros 27 países-membros da UE.

Theresa may
A votação do parlamento deixou o Brexit sem acordo, por hora ele prosseguirá no dia 12 de abril

Em uma manhã geralmente tranquila para notícias corporativas, as ações de ferro e aço estão em foco depois que a BHP Billiton se tornou a segunda grande mineradora listada na FTSE a alertar sobre a redução na produção devido a danos causados por ciclones na Austrália Ocidental. A Rio Tinto (LON:RIO) já havia alertado anteriormente que sua produção para o ano inteiro estaria agora no nível mais baixo de sua faixa de previsão como resultado de interrupções em suas operações no país.

As interrupções na Austrália agravam um aperto de oferta em janeiro, causado pela suspensão de algumas das operações da gigante brasileira Vale (VALE3) na sequência do colapso fatal de uma barragem. Os preços do minério de ferro subiram cerca de 40% desde então, proporcionando uma fortuna para aqueles que têm a sorte de não serem afetados, como a Ferrexpo (LON:FXPO), que tem sede na Ucrânia, mas está listada em Londres. O preço subiu 0,3% por volta das 5h00 e subiu mais de 10% na última semana.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , ,

Última atualização por Bruno Andrade - 02/04/2019 - 9:12

Cotações Crypto
Pela Web