Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Europa tem pressa de reequilibrar relações comerciais com EUA

27/11/2020 - 15:31
União Europeia
As prioridades comerciais extras da UE, que são compartilhadas pela França e Alemanha, incluem a remoção de tarifas que o governo Trump impôs às exportações europeias de aço e alumínio (Imagem: Pixabay)

França e Alemanha lideram esforços para antecipar conversas com a equipe do presidente eleito Joe Biden, com o objetivo de acelerar as negociações e normalizar as relações comerciais entre Estados Unidos e União Europeia.

No foco da agenda de Paris está a resolução de uma disputa de aeronaves que resultou em tarifas impostas a mais de 10 bilhões de euros (US$ 12 bilhões) em bens transatlânticos, enquanto Berlim deseja reativar as negociações de livre comércio, segundo autoridades de ambos os países.

“Estamos prontos e em posição de manter conversações imediatamente”, disse Johann Wadephul, especialista em política externa e vice-líder do caucus no Parlamento da União Democrata-Cristã (CDU), partido da chanceler alemã Angela Merkel. O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, que havia planejado falar com a equipe do presidente eleito no início desta semana, disse: “Eu realmente espero que este novo governo Biden signifique um novo começo nas relações entre Europa e EUA.”

As prioridades comerciais extras da UE, que são compartilhadas pela França e Alemanha, incluem a remoção de tarifas que o governo Trump impôs às exportações europeias de aço e alumínio; concordar com novas regras tributárias para empresas digitais com operações internacionais; chegar a um acordo comercial limitado sobre produtos industriais; e reformar a Organização Mundial do Comércio.

Ameaça contra setor automotivo

As propostas europeias acontecem após semanas de incerteza sobre a transição nos EUA, que deixou muitos aliados em modo de espera. Le Maire tinha previsão de falar com a equipe de Biden na segunda-feira, mas a reunião foi adiada, segundo uma autoridade francesa, que pediu para não ser identificada. As autoridades alemãs esperam fazer contato nos próximos dias, disse Wadephul.

A Alemanha, que depende muito dos mercados de exportação e tem US$ 252 bilhões em comércio bilateral com os EUA a cada ano, está particularmente ansiosa para diminuir as tensões com os EUA, que impuseram tarifas às exportações europeias em nome do fortalecimento das indústrias americanas. O presidente Donald Trump ameaçou várias vezes atingir o setor automotivo alemão com tarifas.

De fato, cresce a pressão em Berlim para que o governo entre em contato com a equipe de Biden sobre negociações de livre comércio, especialmente depois que a China selou outro acordo comercial de grande escala na região da Ásia-Pacífico.

“A China está avançando com um acordo de livre comércio asiático, esse é um alerta para a Europa”, disse Matthias Heider, parlamentar encarregado de assuntos econômicos da CDU, de Merkel. “Esta deve ser uma prioridade para a chanceler.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 27/11/2020 - 15:31

Cotações Crypto
Pela Web