Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Exportação de café chega a 35,2 milhões de sacas em 2018, recorde dos últimos 2 anos

15/01/2019 - 18:04
(Pixabay)

O Brasil exportou 35,2 milhões de sacas de café verde, solúvel e torrado e moído em 2018, 13,9% a mais que em 2017, segundo relatório publicado nesta terça-feira (15) pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).
A receita, por sua vez, chegou a US$ 5,1 bilhões, 3% menor do que a registrada no ano anterior. O preço médio caiu 14,9%, terminando em US$ 144,53.

“As estatísticas mostram que o Brasil manteve sua posição de liderança mundial e tudo indica que em 2019 os resultados serão ainda melhores, com a possibilidade de bater novo recorde”, afirma Nelson Carvalhaes, presidente do Cecafé. “O Brasil tem, na estrutura de sua cadeia cafeeira, condições de sustentar essa performance, uma vez que o consumo global cresce numa média de 2 % ao ano, podendo chegar a 170 milhões de sacas até 2020. O café brasileiro é o mais sustentável do mundo e deverá atender 40% do mercado global em poucos anos, oferecendo um produto com total segurança e qualidade, graças a sua alta competência e ao foco na sustentabilidade”.

Chegou o Pré-Market Money Times! CADASTRE AGORA e Receba antes do mercado

Do total de sacas exportadas, 31,5 milhões foram de café verde. Destas, 29 milhões foram de sacas de arábica e 2,5 milhões de robusta. O café robusta foi o que mais cresceu – 738,3% em relação a 2017.

Os cafés industrializados apresentaram alta de 5,8%, terminando 2018 com 3,7 milhões de sacas exportadas.

Dezembro de 2018

Foram exportadas 3,7 milhões de sacas de café, um recorde histórico para o mês. Em comparação ao mesmo período de 2017, o crescimento foi de 22,5%.

A receita foi de US$ 509,1 milhões e o preço médio foi de US$ 137,38.

Destinos

A demanda pelo café brasileiro foi maior nos Estados Unidos, tendo sido exportadas 6,2 milhões de sacas, 17,6% de todas as exportações de 2018. Em seguida vem a Alemanha, com 5,6 milhões de sacas, representando 16%. Itália, Japão, Bélgica e Reino Unido também foram destinos de destaque.

Cafés diferenciados

A exportação de cafés diferenciados – aqueles com qualidade superior ou com algum tipo de certificado de práticas sustentáveis – em 2018 subiu 21,3% frente ao ano anterior. Foram 6,2 milhões de sacas exportadas, o que corresponde a 17,7% do total.

A receita ficou em US$ 1,12 bilhão, 22,1% do total gerado, e o preço médio foi de US$ 180,55.

Portos

O Porto de Santos foi a principal via de escoamento da safra para outros países, tendo incríveis 80,8% da participação. Em segundo lugar vem os portos do Rio de Janeiro, representando 12,4% do total.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 15/01/2019 - 18:04

Cotações Crypto
Pela Web