Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Facebook remove 22,5 milhões de posts de discurso de ódio

11/08/2020 - 15:30
Facebook
Os dados mostram que o Facebook também removeu 1,5 bilhão de contas falsas no período e milhões de postagens que violavam suas políticas sobre grupos organizados de ódio e terrorismo (Imagem: Pixabay)

O Facebook (FB) removeu 22,5 milhões de postagens no segundo trimestre por violarem as políticas da empresa sobre discurso de ódio, mais do que o dobro do número removido durante os primeiros três meses do ano.

A empresa também disse que removeu cerca de 95% das violações de discurso de ódio usando sistemas de software automatizados antes que um usuário fizesse uma denúncia, de acordo com relatório divulgado na terça-feira.

Os dados mostram que o Facebook também removeu 1,5 bilhão de contas falsas no período e milhões de postagens que violavam suas políticas sobre grupos organizados de ódio e terrorismo.

Organizações de direitos civis afirmam que o Facebook não cumpre suas políticas e organizaram um boicote de publicidade no mês passado, no qual centenas de empresas diminuíram os gastos em redes sociais.

Uma recente auditoria de direitos civis das práticas do Facebook também revelou que a empresa falhou em aplicar suas políticas de supressão de voto contra o presidente dos EUA, Donald Trump.

Mas o Facebook argumentou que seus sistemas para detectar discurso de ódio têm melhorado e compartilha relatórios trimestrais para demonstrar o volume de conteúdo removido.

Reportagem da NBC News na segunda-feira mostrou que grupos privados e páginas do Facebook dedicados à organização de conspiração de extrema direita QAnon têm milhões de seguidores na plataforma. O relatório do Facebook divulgado na terça-feira não menciona a QAnon.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 11/08/2020 - 15:30