Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ferrovia Integração Oeste-Leste é prioridade, diz Tarcísio de Freitas

02/10/2020 - 7:21
Tarcísio Gomes de Freitas
Em duas audiências com parlamentares, uma pela manhã e outra à tarde, Freitas apresentou uma relação de projetos previstos para cada estado do Nordeste (Imagem: Flickr/Ricardo Botelho/MInfra)

As obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) são a prioridade do Ministério da Infraestrutura para o Nordeste no próximo ano, disse nesta última quinta-feira (1º) o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

Ele reuniu-se com deputados da bancada nordestina para definir a aplicação de recursos de emendas parlamentares para os projetos mais importantes da região.

“Prioridade absoluta para nós é a FIOL. Temos uma previsão de R$ 488 milhões na Lei Orçamentária do ano que vem. Mas isso não é suficiente para a gente avançar na velocidade que a gente quer”, sinalizou o ministro.

Em duas audiências com parlamentares, uma pela manhã e outra à tarde, Freitas apresentou uma relação de projetos previstos para cada estado do Nordeste.

Além da FIOL, foram consideradas obras prioritárias para investimento na Bahia a duplicação da BR-101 e da BR-116, além da modernização da BR-135, da BR-235 e da BR-030. O ministério busca emendas de R$ 490,5 milhões para o estado.

Para o Maranhão, o Ministério da Infraestrutura busca R$ 140 milhões necessários à conservação e melhorias nas BRs 226, 222, 135, 316, incluindo o Contorno de Timón, além da Travessia de Imperatriz, na BR-010.

No Ceará, com até R$ 45 milhões em emendas, seria possível fazer a recuperação de trechos das BRs 020, 116, 122 e 222. No Rio Grande do Norte, o ministério busca mais R$ 109 milhões em emendas para a manutenção e obras nas BRs 101, 226, 304 e 406. No Piauí, são necessários mais R$ 66 milhões para melhorias previstas nas BRs 343, 404, 235, 316 e 226.

Já a Paraíba, com R$ 80 milhões, poderá ter melhorias nas BRs 230 e 101. Para a bancada de Pernambuco, com até R$ 288,6 milhões, seria possível investir na BR-101, na duplicação da BR-423 e da BR-104, na Travessia de Petrolina (BR-407) e no Aeroporto de Fernando de Noronha.

Complementação

Com orçamento de R$ 7,6 bilhões para investimentos no próximo ano, o Ministério da Infraestrutura pretende articular a complementação de recursos de emendas parlamentares para levar adiante obras e projetos já licitados. Desde a última semana, Freitas reuniu-se com as bancadas do Centro-Oeste, do Sul, do Norte e do Sudeste.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, no ano passado, a pasta conseguiu obter R$ 2,5 bilhões de emendas de bancada que se somaram às verbas reservadas no orçamento e permitiram a conclusão de 66 obras.

Nas audiências de hoje, participaram os seguintes coordenadores de bancadas estaduais: deputados federais Efraim Filho (DEM-PB), Marreca Filho (Patriota-MA), Átila Lira (PP-PI), Eduardo Bismarck (PDT-CE) e Benes Leocádio (Republicanos-RN).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 02/10/2020 - 7:22