Mercados

Fitch eleva nota de crédito do Brasil para “BB”

26 jul 2023, 9:31 - atualizado em 26 jul 2023, 9:49
Fitch
Fitch cita a expectativa de que novo governo trabalhará para mais melhoras. (Imagem: REUTERS/Reinhard Krause)

A agência de classificação de risco Fitch elevou a nota de crédito de longo prazo em moeda estrangeira do Brasil de “BB-” para “BB”, com perspectiva estável, de acordo com relatório desta quarta-feira (26).

Segundo a agência, a decisão reflete desempenho macroeconômico e fiscal melhor que o esperado.

A Fitch cita a expectativa de que novo governo trabalhará para mais melhoras. A agência disse ainda esperar que as novas regras fiscais e medidas tributárias no Brasil ancorem uma consolidação fiscal gradual.

“As tensões políticas persistem, mas não resultaram em resultados econômicos ou políticos adversos e refletem o funcionamento eficaz dos freios e contrapesos em alguns casos”, disse.

A avaliação da Fitch

A classificação do Brasil, disse a agência, tem como base a “diversificada economia”, alta parcela da dívida em moeda local, reservas internacionais robustas, entre outros fatores.

Por outro lado, a Fitch vê a alta dívida do governo, rigidez fiscal, fraco potencial de crescimento econômico e pontuações de governança relativamente baixas.

A Fitch disse ver o presidente Lula adotando uma abordagem pragmática em vez de intervencionista. “Parece improvável que Lula busque grandes reversões das reformas liberais promulgadas nos últimos anos (por exemplo, reforma trabalhista, privatização da Eletrobras)”.

A Fitch ainda projeta que a relação dívida/PIB aumente, mas em um ritmo mais lento. A agência também projeta um crescimento real do PIB de 2,3% em 2023.

Editor
Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA em finanças pela Estácio. Colaborou com Gazeta do Povo, Estadão, entre outros.
Linkedin
Jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com MBA em finanças pela Estácio. Colaborou com Gazeta do Povo, Estadão, entre outros.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.