Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Focus: mercado eleva projeções para crescimento do PIB e do IPCA em 2019 e 2020

30/12/2019 - 8:58
Banco Central
A estimativa era que o PIB tivesse um avanço de 0,99% (Imagem: Enildo Amaral/BCB./Flickr)

O Banco Central divulgou na manhã desta segunda-feira (30) a última edição do Boletim Focus do corrente calendário, trazendo novos ajustes para cima em relação às expectativas dos analistas de mercado para a economia brasileira em 2019 e no próximo ano.

Os economistas ouvidos pelo BC reforçam a tendência positiva do final do ano, ao elevarem pela quarta semana consecutiva as estimativas do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no ano, refletindo a retomada propiciada pela liberação de recursos do FGTS – acelerando as vendas no varejo – e a recuperação da construção civil no segundo semestre.

O levantamento realizado pela autoridade monetária aponta o crescimento no país no ano deve ser de 1,17%, diante dos 1,16% estimados na pesquisa divulgada no último dia 23.

Há quatro semanas, a estimativa era que o PIB tivesse avanço de 0,99%. Para 2020, a aposta também subiu, de 2,28% para 2,30%, a oitava semana seguida de alta. Há um mês, a aposta era de um crescimento de 2,22% para o ano que vem.

Confira o relatório:

Os analistas ouvidos pelo BC também elevaram as projeções do IPCA para o fechamento do ano, com a aposta indo de 3,98% para 4,04%, sendo que há quatro semanas a aposta era de 3,46%, ainda abaixo do centro da meta de 4,25% e dentro da margem de tolerância de 1,5 ponto percentual.

A acelerada do preço de proteína animal é um dos principais fatores para a aproximação da projeção do IPCA de 2019 ao centro da meta, após ao longo do ano ficar abaixo de 3,5%.

Além disso, na última sexta-feira, a FGV informou que o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 2,09% em dezembro, bem acima da alta de 0,30% apurada em novembro. O resultado veio em linha com estimativa de alta de 2,12% apontada em pesquisa da Reuters com economistas.

No ano, o índice, que é usado como referência para a correção de valores de contratos, com os de aluguel de imóveis, acumulou alta de 7,30%. Segundo a FGV, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, teve avanço de 2,84 em dezembro, após alta de 0,36 antes em novembro.

Os analistas ouvidos pelo BC também elevaram as projeções do IPCA para o fechamento do ano, com a aposta indo de 3,98% para 4,04% (Imagem: Beto Nociti/Banco Central/ Flickr)

Para 2020, os analistas ampliaram as projeções do IPCA da semana passada, estimando uma alta de 3,60% e não mais 3,59%, também abaixo do centro da meta de 4% estabelecido para o ano que vem e dentro da margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Há quatro semanas, os economistas também projetavam alta de 3,60% no índice de preços para o ano que vem.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Em relação ao dólar, a aposta é que a moeda americana deva fechar o ano a R$ 4,10, repetindo o patamar estimado na semana anterior. Já as apostas de 2020 foram reduzidas de R$ 4,10 para R$ 4,08.

Sem novas reuniões na Selic neste ano, a taxa básica de juros já está definida para encerrar o ano em 4,50%. Para 2020, as apostas são de encerrar o ano a 4,50%, após o corte de 25 pontos-base na próxima reunião em fevereiro e início do ciclo de alta de juros no fim do ano com uma adição de 0,25 ponto percentual na taxa básica no final do ano.

Última atualização por Rafael Borges - 30/12/2019 - 9:07