Frigoríficos: Entenda por que a ação da JBS é a favorita dos analistas para 2022

Diana Cheng
02/01/2022 - 10:40
JBS JBSS3
Para 2022, o Inter defendeu priorizar empresas com operações variadas e diversificação geográfica, que é o caso da JBS (Imagem: LinkedIn/JBS)

Em um ano difícil para os mercados, os frigoríficos se destacaram pela resiliência dos negócios e figuraram entre os destaques positivos de 2021. De acordo com o Inter Research,  as ações das empresas do setor de alimentos e bebidas chegaram a valorizar mais de 10% no último ano, enquanto o Ibovespa registrou perdas de 12%.

Favorecida pela retomada das atividades – e, consequentemente, pela aceleração das exportações -, a demanda por carne bovina brasileira em 2021 atingiu recordes de resultados. As exportações de carne suína também bateram recordes no período, impulsionadas pela peste suína africana na China.

Porém, perto do fim do ano, as carnes vermelhas perderam um pouco o fôlego devido à suspensão de importações por parte da China e ao aumento do consumo por produtos locais no mercado chinês. No Brasil, os preços elevados em um momento de redução do poder de compra da população brasileira fizeram com que a proteína de frango se tornasse a opção preferível dos consumidores.

A ação para se defender das incertezas

Com a chegada da ômicron agravando o receio da população mundial, novas dúvidas sobre uma retomada econômica consistente voltam a aparecer. O atraso na reabertura impacta diretamente no consumo de alimentos e bebidas – um setor, destacou o Inter, mais elástico a variações nos preços e na renda.

Diante de um cenário global ainda incerto, o Inter defendeu priorizar empresas com operações variadas e diversificação geográfica. Segundo a instituição, companhias com estas características “contêm uma propensão superior de encarar as oscilações do mercado de alimentos em 2022”.

Quem se encaixa bem no perfil é a JBS (JBSS3). A empresa tem forte representatividade global, atuando em países como Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos e diversos países da Europa. De acordo com o Inter, isso reduz os riscos e possibilita ganhos com diferenças cambiais.

No caso do BB Investimentos, a preferência pela JBS é pautada na expectativa de um bom desempenho no ano, apoiado por uma demanda aquecida e pelo consumo resiliente de frango e suínos em detrimento da carne bovina no mercado doméstico.

Abastada e descontada

JBSS3
O BTG Pactual vê a ação da frigorífica descontada, levando em conta o histórico de múltiplos (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

Para a Toro Investimentos, que também tem o nome como principal indicação entre os frigoríficos para 2022, a diversificação geográfica e o amplo portfólio de produtos são as maiores vantagens competitivas da JBS no setor. A corretora destacou ainda a geração de caixa robusta da empresa, abrindo espaço para potenciais novas aquisições no ano.

Na avaliação do BTG Pactual (BPAC11), a ação está descontada, levando em conta o histórico de múltiplos, e pode subir ainda mais. O banco também mencionou a boa distribuição de dividendos, que segue como uma “bandeira sólida” na tese de investimento da companhia.

A JBS é a principal escolha da XP Investimentos no setor de alimentos. A corretora está mais otimista com a indústria em 2022, uma vez que espera ver uma recuperação na América do Sul.

Disclaimer

Money Times publica matérias de cunho jornalístico, que visam a democratização da informação. Nossas publicações devem ser compreendidas como boletins anunciadores e divulgadores, e não como uma recomendação de investimento.

Última atualização por Diana Cheng - 02/01/2022 - 10:40

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto