Frigoríficos não esperam a oferta das geadas, originam mais e arroba sai do marasmo

27/07/2021 - 14:52
Boi Carnes Commodities Agronegócio Pecuária
Avanço do boi depois de muitos dias de paradeira nos preços mostra fluidez maior nas vendas do varejo (Imagem: Unsplash/@shanish87)

Apesar da expectativa forte em relação a uma nova passagem de geadas em parte do Sudeste e no Mato Grosso do Sul, que poderiam fazer os frigoríficos aguardarem a maior oferta pela fuga de bois antes de os pastos secarem mais, as empresas foram às compras.

Depois de muitos dias de marasmo, a proximidade da virada do mês – e chegada do pagamento dos salários -, e depois de as promoções de carnes reduzirem o disponível no varejo, as indústrias precisaram de mais matéria-prima.

A @ do boi gordo em São Paulo teve um ganho na média de R$ 318 e se aproxima dos R$ 320, acima das referências do mercado em alinhamento ao Cepea de ontem (R$ 321,50) e ao Balizador GPB Datagro.

A Scot Consultorial trouxe R$ 2 a mais nesta terça (27), indo a R$ 310,50 no boi à vista. Mas vale destacar que se trata de referência de balcão, na maior parte de boi comum, cujos preços menores que o de exportação derrubam a média. E, ainda, livre de imposto Funrural.

Outro ponto a reforçar os valores, em meio à maior liquidez de negócios, vem da melhora das exportações de carne bovina, sob um avanço de 13,85% na semana passada contra a anterior, em 41,2 mil toneladas.

Por esse ângulo, os frigoríficos estão precisando buscar mais animais.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 27/07/2021 - 15:00

Cotações Crypto
Pela Web