Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Fundo com estratégia fora do eixo Rio-São Paulo deve ser comprado, aponta Necton

28/01/2020 - 19:36
Analistas demonstram otimismo com setor imobiliário (Imagem: Unsplash/@serjosoza)

Os chamados fundos híbridos possuem como natureza investir tanto em imóveis concretos quanto em ativos financeiros não tangíveis do setor imobiliário.

Em relação a outros tipos de fundos imobiliários existentes, a principal vantagem é a diversificação dos investimentos, resultando em menor risco diante de momentos de volatilidade.

Inserida neste panorama, a Necton listou recomendação de compra ao fundo imobiliário TG Ativo Real (TGAR11).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Maior previsibilidade

“A estrutura do fundo permite uma maior previsibilidade nos recebíveis, o que garante os rendimentos, enquanto os ativos de desenvolvimento estão em maturação”, apontam os analistas André Perfeito, Gabriel Machado, Glauco Legat e Sabrina Cassiano.

Dentro do portfólio, 70% está alocado em recebíveis e em “participações societárias já evoluídas”.

Já o restante, os outros 30%, estão alocados em empreendimentos “em estágio inicial de obras e vendas”.

Maior previsibilidade de rendimentos é destacada pela Necton (Imagem: Unsplash/@luqizilla)

Oportunidades de ganhos

“Acreditamos que o fundo seja uma boa opção no segmento de ganho de capital por conta da estratégia de desenvolvimento de ativos em regiões fora do eixo São Paulo e Rio de Janeiro, explorando regiões com maiores oportunidades de ganhos”, afirma a Necton.

O track record positivo e a “boa diversificação de empreendimentos” completam os fundamentos da tese de investimento.

Confira o último relatório gerencial do fundo:

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 28/01/2020 - 19:39