Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Fundo imobiliário do BTG e da XP pretende dobrar de tamanho com nova emissão

06/01/2020 - 11:49
Fundo imobiliário realizará quinta emissão de cotas (Imagem: Unsplash/@serjosoza)

O BTG Pactual e a XP Investimentos, respectivamente nas funções de administrador e gestora do fundo imobiliário Maxi Renda (MXRF11), informaram ao mercado nesta segunda-feira (6) a convocação de assembleia geral para cotistas, a ser realizada no próximo 20.

De acordo com o comunicado, dois assuntos serão discutidos: a realização da quinta emissão de cotas do fundo imobiliário e a oferta adicional pública de R$ 10 milhões.

A quinta emissão do fundo deverá ser composta por aproximadamente 47,03 milhões de cotas, pelo valor unitário fixado de R$ 10,63.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Dobro

Espera-se que o montante a ser levantado é de aproximadamente R$ 500 milhões. Com isso, o PL (Patrimônio Líquido) do fundo deverá dobrar de valor, para cerca de R$ 1 bilhão.

O PL atual do fundo, conforme lâmina informativa do mesmo, é de aproximadamente R$ 512 milhões.

A assembleia ocorrerá na avenida Brigadeiro Faria Lima, 3.477, 14º andar – sede do BTG Pactual na capital paulista.

Misto

O Maxi Renda é um fundo do tipo “híbrido”, ou seja, aloca recursos em ativos não visíveis ou tangíveis do mercado imobiliário e investe também em propriedades concretas.

Os ativos não tangíveis são, por exemplo, CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), LCIs (Letras de Crédito Imobiliário), debêntures, letras hipotecárias e cotas de outros fundos.

Por sua vez, os ativos tangíveis são prédios comerciais, imóveis residenciais e outras propriedades diversas do mercado imobiliário.

Confira a íntegra do comunicado:

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 06/01/2020 - 11:51