ImóvelTimes

Fundo imobiliário revela novos valores de venda de imóvel em SP; DEVA11 derrete

27 nov 2023, 19:19 - atualizado em 27 nov 2023, 19:29

 

fundos imobiliários fiis ifix imóveis
Índice de fundos imobiliários abriu a semana volátil, mas renovou mínimas e aumentou a distância para marca perdida há dois meses (Foto: Flávya Pereira/Money Times)

O fundo imobiliário Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11) informou ao mercado que, após assinar o termo aditivo de um contrato de compra e venda de um imóvel em São Paulo, o valor da operação aumentou.

Em comunicado, o FII explica que o empreendimento localizado na avenida Conselheiro Rodrigues Alves, na Vila Mariana – zona sul da capital paulista -, terá valor final de venda de R$ 17,4 milhões, um incremente de R$ 512 mil.

O montante anunciado anteriormente era de R$ 16,9 milhões. Com isso, a operação irá gerar para o RBVA11 um lucro de R$ 5,1 milhões, ou R$ 0,44 por cota. O lucro anterior era de R$ 0,40 por cota.

Procurando alternativas? Veja como investir em fundos de infraestrutura (FIP-IE)

O valor de venda do imóvel, atualmente alugado para o banco Santander, foi de R$ 15,9 mil o metro quadrado. Portanto, foi 46,1% acima do custo de aquisição e 11,8% acima do valor do laudo de avaliação da propriedade.

Segundo o índice FipeZap, em setembro, a região da Vila Mariana ficou entre as dez mais caras de São Paulo para a venda de imóveis, com o metro quadrado valendo R$ 10,4 mil.

A taxa interna de retorno (TIR) da operação foi de 13%. Contudo, o RBVA11 reforça que, com a mudança nos valores, a projeção de distribuição de rendimentos do semestre segue em R$ 1,00 por cota.

Índice de fundos imobiliários (Ifix)

O índice de fundos imobiliários (IfixB3 começou a última semana de novembro volátil. Após oscilar com sinal positivo na abertura do pregão, inverteu o sinal e registrou mínimas sucessivas ao longo desta segunda-feira (27).

Com isso, o Ifix fechou em queda de 0,48% (após ajustes), aos 3.159 pontos, ficando ainda mais distante da marca de 3.200 pontos, perdida no começo de outubro.



Entre os mais de 100 FIIs listados, o Hotel Maxinvest (HTMX11) engatou a terceira alta seguida e ficou com a maior do dia, de 4,17%.

Em contrapartida, o fundo imobiliário que mais subiu na semana anterior devolveu praticamente todo o ganho de mais de 8%. Sendo assim, o Devant Recebíveis (DEVA11) tombou hoje 7,56%.

*As cotações citadas são do site Investing.com

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin