ImóvelTimes

Fundos imobiliários fazem ‘troca’ de ativos entre si; Ifix inicia o mês em queda

03 jun 2024, 16:57 - atualizado em 03 jun 2024, 16:57
fundos-imobiliarios-fiis
Em maio, o IFIX acumulou uma leve alta de 0,02%. (Foto: Flávya Pereira/Money Times)

Na tarde desta segunda-feira (03), o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) operava em queda. Por volta das 16h20, o IFIX caia 0,26%, a 3.373,60 pontos.

O índice fechou o pregão da última sexta-feira (31), depois do feriado, em alta de 0,33%, cotado aos 3.382,34 pontos. Em maio, o IFIX acumulou uma leve valorização de 0,02%.

Entre os destaques positivos do dia estava o CSHG Prime Offices (HGPO11), que avançava 2,21%, valendo R$ 313,06. Na sequência, apareciam os fundos Vbi Prime Properties (PVBI11), com alta de 1,99%, a R$ 96,90, e o RBR Rendimento High Grade (RBRR11), com valorização de 1,58%, a R$ 91,45.

Na ponta negativa, estava o Tordesilhas EI Fundo de Investimento Imobiliário (TORD11), que recuava 4,85%, a R$ 1,57. Hectare CE (HCTR11) caia 3,81%, cotado a R$ 30,30, enquanto RBR Properties (RBRP11) desvalorizava 3,37%, a R$ 59,60.

Além do Ifix: Destaque em FIIs nesta segunda (03)

Os fundos imobiliários XP Log FII (XPLG11) e CSHG Logística FII (HGLG11) realizaram algumas mudanças em seus portfólios na última sexta-feira (31).

Segundo os comunicados enviados ao mercado, o XPLG11 firmou um acordo de venda de 49% do Syslog Galeão (RJ) para o HGLG11 por aproximadamente R$ 88 milhões. A transação deve resultar em um ganho de capital de R$ 17 milhões para fundo XPLG11, ou seja, R$ 0,59 por cota.

A compra por parte da HGLG11 será feita em três partes, sendo 50% na primeira parcela, e as duas outras de 25%.

Os fundos também afirmaram que realizaram um acordo “contrário”. O HGLG11 firmou um acordo para a venda de 49% do HGLG Washington Luiz (RJ) para o fundo XPLG11 por aproximadamente R$ 80 milhões. A transação resulta em um ganho de capital de cerca de R$ 21 milhões para o HGLG11, equivalente a R$ 0,61 por cota.

Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, atua há 3 anos na redação e produção de conteúdos digitais no mercado financeiro. Anteriormente, trabalhou com produção audiovisual, o que a faz querer juntar suas experiências por onde for.
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, atua há 3 anos na redação e produção de conteúdos digitais no mercado financeiro. Anteriormente, trabalhou com produção audiovisual, o que a faz querer juntar suas experiências por onde for.
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.