Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Furtos e roubos de veículos na zona rural somam 667 no primeiro semestre de 2018

11/10/2018 - 14:53

Com base nos dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o Boletim Econômico Tracker, elaborado pela Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP), aponta que 377 veículos foram furtados e 290 foram roubados em fazendas, chácaras e sítios da região paulista entre janeiro e julho de 2018.

A quantidade de furtos foi 7% a menos do que a do mesmo período do ano passado. O levantamento ainda mapeou as 20 cidades mais violentas nos últimos 24 meses, sendo as primeiras colocadas Rio Claro, Piedade, São Pedro, Ibiúna e Mogi das Cruzes.

“As dez cidades com maior número de ocorrência representam apenas 15% do total de furtos. Se analisarmos as 20 cidades, a participação é de 24% do total de furtos”, pontua Erivaldo Costa Vieira, professor e coordenador do NECON, Núcleo de Pesquisa da FECAP.

Os números de roubo ficaram estáveis, pois foram registrados 294 veículos roubados entre janeiro e julho de 2017. Conchal, Rio Claro, Limeira, Mogi Guaçu e Mogi Mirim apresentaram-se como as cidades com maior ocorrência desse tipo de crime.

Furtos

Após apresentar crescimento do número de furtos entre julho e novembro de 2017, os últimos meses foram de queda. Dos veículos furtados, as motocicletas correspondem a 36% dos casos, seguidas pelos automóveis, representando 21%. Furtos de trator e caminhão correspondem a, respectivamente, 13% e 8%.

“Analisando os últimos dois anos, notamos uma tendência crescente para o furto de tratores, contra uma tendência decrescente para o furto de caminhões”, destaca Frederico Lanzoni, analista de Inteligência de Mercado do Grupo Tracker.

Roubos

Em contrapartida, a incidência de roubos no campo, quando comparada ao período entre julho de 2017 e janeiro de 2018, vem crescendo e se estabilizando na alta. Isso “sugere que os criminosos estão migrando do crime de furto para o de roubo, o que é muito preocupante, uma vez que o último envolve violência física e psicológica”, conclui Vieira.

As dez cidades com maior incidência de roubos correspondem a 22% de todos os roubos em unidades rurais do Estado de São Paulo. Os automóveis são os veículos mais roubados, seguidos pelas caminhonetes. Motocicletas representam 10% das ocorrências.

Roubo de celulares

Os crimes em âmbitos rurais, segundo Vieira, são acompanhados de outras infrações, como invasão de residência, violência física, psicológica, cárcere, entre outros. Devido à falta de publicações de tais ocorrências por parte da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, a FECAP decidiu apurar o número de roubo de celulares para se ter um parâmetro da situação.

“Um criminoso dificilmente penetra em uma unidade rural para roubar apenas o celular, esse crime ocorre praticamente por consequência de outros”, explica o professor da FECAP.

O registro conta que, nos últimos 24 meses, 2678 celulares foram roubados na unidade rural, sendo 673 no ano de 2018.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 11/10/2018 - 14:53

Cotações Crypto
Pela Web