AgroTimes

Futuros da soja e milho avançam com piora da seca sobre lavouras dos EUA

30 jun 2023, 8:36 - atualizado em 30 jun 2023, 8:36
Conab
Expectativa agora fica para os dados com atualizações sobre as condições das lavouras de soja e milho do país na próxima segunda (Imagem: REUTERS/Adriano Machado)

Por volta de 08h15 desta sexta-feira (30), os contratos futuros do soja milho avançavam com o Noaa (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica) apontando para uma piora nas áreas impactadas pela seca nos Estados Unidos.

Assim, 70% das áreas de milho norte-americano se encontram sob alguma condição de seca, contra 64% da semana anterior. Para soja, o índice saltou de 57% para 63%.

Dessa forma, a soja avançava 1,75%, aos US$ 13,91 por bushel, enquanto o milho subia 0,38%, com o bushel em US$ 5,30.

A expectativa agora fica para os dados com atualizações sobre as condições das lavouras do país, que será publicado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) na próxima segunda.

Qualidades das lavouras de milho e soja nos Estados Unidos

Cerca de 51% das lavouras com soja nos Estados Unidos estavam entre boas e excelentes condições, uma redução ante os 54% da semana passada, ainda que em linha com o mercado esperava.

O USDA informou ainda que 35% das lavouras estão regulares e 14% em condições ruins ou muito ruins.

Já para o milho, a queda foi de 55% para 50% no percentual de campos em boas ou excelentes condições, abaixo da expectativa de 52% pelo mercado.

Dessa forma, o reporte indica que 35% dos campos em condições regulares e 15% em condições ruins ou muito ruins.

De acordo com o USDA, a qualidade das lavouras de milho e soja são as piores para essa época do ano desde 1988.

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.