Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Futuros do Ibovespa iniciam sessão desta sexta-feira com valorização

21/12/2018 - 9:13

Por Investing.com –  Após fechar a sessão de ontem com perdas, o índice futuro do Ibovespa abre o último dia útil antes do Natal com queda de 0,33% aos 86.282 pontos, indo em sentido oposto da tendência já registrada nas bolsas da Ásia e Europa, e também dos índices futuros de Wall Street.

A China vai implementar o consenso alcançado pelos líderes chineses e dos Estados Unidos na Argentina sobre o comércio e avançar com as negociações comerciais no próximo ano, disseram os principais líderes do país em uma reunião econômica anual, de acordo com a Xinhua.

O país também vai acelerar o uso comercial da tecnologia 5G em 2019 e vai se transformar em uma potência industrial, disse a Xinhua.

Na agenda americana, o destaque fica para a divulgação de novos números do PIB dos Estados Unidos e também dos pedidos de bens duráveis. Os investidores também devem ficar atentos ao indicador que mede a renda média e gastos dos consumidores no país.

A confiança do consumidor brasileiro encerrou o ano na máxima em quatro anos e oito meses diante da melhora da percepção sobre a situação atual, apesar do endividamento das famílias, apontou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira. Com alta de 0,6 ponto em dezembro, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) terminou o ano a com 93,8 pontos, o maior nível desde abril de 2014.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) variou -0,16% em dezembro, enquanto a taxa de novembro foi 0,19%. Este é o menor resultado mensal desde julho de 2017 e o menor resultado para um mês de dezembro desde a implantação do Plano Real, em 1994. Dessa forma, o IPCA-E, que é o IPCA-15 acumulado, fechou o ano de 2018 em 3,86%, bem abaixo dos 4,39% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em dezembro de 2017, a taxa foi de 0,35%.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,11 por cento, a 20.166 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,51 por cento, a 25.753 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,79 por cento, a 2.516 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,24 por cento, a 3.029 pontos.

Na Europa, o dia sinaliza ser negativo para os principais mercados acionários. Em Frankfurt, o DAX registra perdas de 0,48% aos 10.560 pontos, enquanto que em Londres, o FTSE cede 0,48% aos 6.678 pontos. Já em Paris, o CAC tem queda de 0,86% aos 4.651 pontos.

Commodities

Nesta sexta-feira, mais uma vez os contratos futuros do minério de ferro registraram valorização na bolsa de mercadorias de Dalian, localizada na China. O ativo com data de vencimento em maio do próximo ano, o de maior volume de negócios, teve alta de 1,22% aos 497,00 pontos, o que representa variação no dia de 6 iuanes.

A sessão também foi marcada por ganhos para os papéis do vergalhão de aço, esses transacionados na bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato de maior liquidez, para maio, registrou avanço de 53 iuanes para 3.508 iuanes por tonelada. Já o para janeiro, segundo mais negociado, a alta foi de 59 iuanes, para 3.841 iuanes por tonelada.

petróleo segue nesta sexta-feira sua trajetória de queda. Em Nova York, o barril do tipo WTI soma 0,09%, ou US$ 0,04, a US$ 45,92. Já em Londres, o Brent cai 0,28%, ou US$ 0,15, a US$ .54,20,

Mercado Corporativo

A estatal Petrobras (PETR4) suspenderá a publicação de oportunidades relacionadas a novos projetos de desinvestimentos de ativos em exploração e produção (E&P) de petróleo, em decisão tomada após liminar proferida nesta semana pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou a companhia em comunicado à imprensa.

A decisão de Marco Aurélio suspendeu na quarta-feira os efeitos de decreto que define regras de governança para cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás pela estatal, atendendo ação movida pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Especialistas já apontavam que a liminar poderia gerar incertezas sobre as vendas de ativos de E&P da Petrobras, conforme publicado pela Reuters.

A estatal Petrobras anunciou novos acordos em sua parceria com a Total, que incluem a cessão à francesa de direitos de 10 por cento do campo de Lara e a criação de uma joint venture entre as companhias para investimentos em energia solar e eólica onshore no Brasil, segundo comunicado da petroleira nesta sexta-feira.

Nessa nova fase da parceria, a Total pagará à Petrobras um valor adicional de 50 milhões de dólares, sem considerar ajustes devidos quando do fechamento da transação.

Procuradores japoneses apresentaram um novo pedido de prisão para o ex-presidente do conselho de administração da Nissan Carlos Ghosn, nesta sexta-feira, por suspeita de ter empurrado para a Nissan um prejuízo de 16,6 milhões de dólares em investimentos particulares, minimizando as chances de o executivo ser solto sob pagamento de fiança.

Os procuradores também fizeram buscas na residência de Ghosn em Tóquio nesta sexta-feira, de acordo com a emissora TV Asahi.

O novo acontecimento em uma saga que abalou a indústria automobilística global, em especial a aliança da Nissan com a francesa Renault, ocorre um dia após um tribunal de Tóquio ter rejeitado um pedido dos procuradores para renovar a prisão de Ghosn.

O Brasil registrou criação líquida de 58.664 vagas formais de emprego em novembro, acima do esperado e no melhor dado para o mês desde 2010, informou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho.

Em pesquisa Reuters com analistas, a expectativa era de abertura de 27,5 mil postos no mês.

“O fato do mês de novembro ter representado essa recuperação significa no mínimo que o ritmo da atividade econômica está acelerado neste final de ano, sinalizando expectativas tanto de consumidores quanto de empresas mais positivas”, afirmou o diretor de Emprego e Renda do Ministério do Trabalho, Mário Magalhães.

O presidente Michel Temer sancionou nesta quinta-feira uma lei que cria a chamada duplicata eletrônica, sistema no qual empresas poderão registrar comprovantes de crédito gerados pela venda de mercadorias ou prestação de serviços.

O modelo prevê o funcionamento de centrais autorizadas pelo Banco Central, que vão concentrar a guarda dos títulos e fazer a transferência de titularidade. O BC deve regulamentar a atividade. A expectativa de especialistas do setor é de que o sistema entre em operação na segunda metade de 2019.

Defensores da mudança para as duplicatas estimam que o sistema deve contribuir para queda nas taxas de juros para empresas de pequeno e médio portes, que usam seus recebíveis de clientes como garantia para obterem empréstimos de bancos, companhias de factoring ou de outras instituições.

A Petrobras suspendeu a comercialização de combustíveis com as gigantes internacionais do setor Glencore (LON:GLEN), Trafigura e Vitol, após nova fase da Lava Jato anunciar no início do mês que as empresas são suspeitas de participar de esquema de corrupção envolvendo funcionários da petroleira.

As três companhias são suspeitas de participar de pagamentos ilegais de 15,3 milhões de dólares, entre 2011 e 2014, segundo o Ministério Público Federal. Há ainda indícios de que o esquema de corrupção continuou além daquele período.

Nesse contexto, duas denúncias já foram realizadas pelo MPF: uma na semana passada, envolvendo a Trafigura, e outra nesta quinta-feira, envolvendo a Vitol.

O presidente Michel Temer assinou nesta quinta-feira uma medida provisória que determina uma cisão na Infraero e a criação da NAV Brasil, que vai incorporar todos os ativos relacionados a navegação aérea hoje concentrados na estatal responsável pelos aeroportos do país.

Segundo o texto da medida, a NAV Brasil ficará subordinada ao Ministério da Defesa, por meio do Comando da Aeronáutica.

A nova empresa, que terá sede na cidade do Rio de Janeiro, receberá da Infraero os empregados ligados à navegação aérea, que incluem serviços como telecomunicações, estações de rádio, torres de controle e medição metereológica.

O leilão de concessões para novos projetos de transmissão de energia realizado pelo governo federal nesta quinta-feira deve viabilizar investimentos de 13,2 bilhões de reais nos próximos cinco anos, um recorde nas licitações do setor, após ter sucesso em atrair diversos interessados para todos os 16 lotes de empreendimentos ofertados.

As concessões foram arrematadas em meio a uma intensa concorrência, que envolveu principalmente gigantes estrangeiras que já atuam com energia no Brasil.

O certame, que registrou deságio médio de 46 por cento ante a receita-teto oferecida pelos projetos, teve como principal vencedora a Neoenergia, controlada pelo grupo espanhol Iberdrola (MC:IBE).

Depois de perder no primeiro semestre uma disputa com a italiana Enel (MI:ENEI) pela aquisição da distribuidora paulista Eletropaulo (ELPL3), a Neoenergia foi agressiva em suas ofertas e ficou com quatro lotes de projetos (1, 2, 3 e 14) que exigirão investimentos de 6 bilhões de reais, segundo estimativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Agenda de Autoridades

Nesta sexta-feira, o presidente Michel Temer viaja para São Paulo onde participa da cerimônia de comemoração aos 10 anos do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio Libanês. De tarde, em Foz do Iguaçu (PR) tem reunião bilateral entre com Mario Abdo, presidente do Paraguai.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, começou o dia concedendo entrevista à rádio Jovem Pan de São Paulo. Pela manhã, tem reunião do Conselho Deliberativo do Fundo Soberano Nacional, fechando o dia com uma audiência com Roberto, indicado para ser o futuro presidente do Banco Central.

Com Reuters.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: ,

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 21/12/2018 - 9:13

Cotações Crypto
Pela Web