Gavilon quer passar das 10 milhões de toneladas de grãos e projeta safra de soja em 141,3 mt

08/12/2021 - 11:15

 

Graos
Movimentação da Gavilon deve crescer amparada no desempenho de todo o setor exportador de grãos (Imagem: REUTERS/Valentyn Ogirenko)

Na safra 20/21, que terminou com a colheita do milho de meio de ano, a trading japonesa Gavilon movimentou 10 milhões de toneladas de grãos para fora do Brasil.

Com presença mais marcante em soja – como todos os demais pares do mercado -, milho e trigo, a companhia pertencente ao grupo Mauribeni acredita em mais avanço em 2022.

Sem expressar suas próprias expectativas individuais, a Gavilon monitora todo o setor de commodities, da originação à demanda.

Nesse sentido, Fábio Nascimento, CEO da Gavilon do Brasil, parte da projeção de 141,3 milhões de toneladas de oferta de soja na safra 21/22, cujo plantio só falta ser concluído no Rio Grande do Sul, praticamente.

Na campanha 20/21, foram em torno de 136 milhões/t.

Do ponto de vista da demanda, a trading company acredita no aquecimento contínuo, com foco nos principais mercados do setor, como China, e, em particular, nos outros palcos de suas operações, o sudeste asiático, Japão e Norte da África.

 

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 08/12/2021 - 12:53

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web