Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

GetNet (GETT11) pede para sair da bolsa 7 meses depois de IPO

Renan Dantas
19/05/2022 - 19:43
Getnet
(Imagem: Getnet/Facebook)

A GetNet (GETT11), a maquininha de pagamentos do Santander (SANB11), solicitou, nesta quinta-feira (19), uma oferta pública de deslistagem para aquisição da totalidade das ações ordinárias e preferenciais negociadas na B3 e ADRs na Nasdaq.

Na prática, isso significa que a empresa deixará de ser negociada na bolsa apenas sete meses depois de realizar a sua listagem.

Segundo a GetNet, o preço a ser ofertado pelas ações e units será de R$ 2.36 por ação ordinária (GETT3), R$ 2.36 por ação preferencial (GETT4) e R$ 4.72 por unit (GETT11), a ser ajustado por potenciais dividendos, juros sobre capital próprio e/ou bonificações que possam ser pagos e/ou desdobramentos, grupamentos e conversões que possam ocorrer entre esta data e as datas de expiração das ofertas.

Na sessão desta quinta-feira (19), a ação fechou negociada a R$ 3,65.

Já o preço das ADSs será o equivalente em dólares norte-americanos ao preço de duas Units ajustado conforme acima, calculado com base na taxa de câmbio informada pelo Banco Central do Brasil no dia útil anterior à data de liquidação da oferta nos Estados Unidos.

A companhia informa que irá convocar, nos próximos dias, uma reunião do conselho de administração para deliberar sobre a escolha da instituição ou empresa especializada responsável pela elaboração do laudo de avaliação.

O acionista da GetNet terá ainda direito ao pagamento de dividendos de R$ 0,42 por unit, equivalente a 9% do preço ofertado no leilão de abertura, na data de listagem.

Ações em mau momento

Desde que realizou o seu IPO, em 18 de outubro, a ação da Getnet acumula uma queda de 35% em meio à turbulência do mercado.

Empresas do setor de maquininhas, como Stone (STNE) e PagSeguro, vêm sofrendo com a disparada dos juros.

No primeiro trimestre, a empresa lucrou R$ 98,9 milhões, alta de 76%. Apesar disso, houve uma redução de 50% contra o quarto trimestre.

As receitas atingiram R$ 483 milhões, elevação de 52,4%, explicado pelo aumento de TPV (Volume Total de Pagamentos).

“A alta foi efeito principalmente da recuperação da economia e queda tem impacto da sazonalidade”, explicou.

Veja o documento:

Receba as newsletters do Money Times!
Cadastre-se nas nossas newsletters e esteja sempre bem informado com as notícias que enriquecem seu dia! O Money Times traz 8 curadorias que abrangem os principais temas do mercado. Faça agora seu cadastro e receba as informações diretamente no seu e-mail. É de graça!

Última atualização por Renan Dantas - 20/05/2022 - 17:52

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto