Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Google abre primeira loja em Nova York e provoca Apple; veja imagens

16/06/2021 - 18:07
Google
A loja fica a um quarteirão da loja da rival Apple na 14th Street e ocupa parte do primeiro andar dos escritórios do Google em Nova York (Imagem: Bloomberg)

O Google (GOOGL) vai abrir sua primeira loja de varejo na cidade de Nova York, destacando o esforço da gigante da internet para promover seus dispositivos de hardware.

A loja, no badalado bairro de Chelsea, em Manhattan, será aberta ao público na quinta-feira, disse a empresa com sede em Mountain View, na Califórnia, em post de blog. A loja, que fica a um quarteirão da loja da rival Apple (APPL) na 14th Street ocupa parte do primeiro andar dos escritórios do Google em Nova York.

O Google começou a experimentar lojas pop-up em 2016, no mesmo ano da estreia de seu smartphone Pixel e alto-falante doméstico inteligente Nest. Nos anos seguintes, a empresa lançou uma infinidade de dispositivos de hardware e testou pop-ups subsequentes para saber mais sobre o que os consumidores esperam de uma loja de varejo, disse Jason Rosenthal, vice-presidente de canais diretos e associação do Google.

“É como entrar em um sonho”, Ivy Ross, vice-presidente de design, experiência do usuário e pesquisa para design e serviços, disse durante tour virtual. “Eu espero que os clientes sintam o mesmo.”

Google
Os móveis, incluindo sofás e mesas ovais, são feitos de madeira clara e cortiça – cores neutras para que os produtos se destaquem (Imagem: Bloomberg)

Ross supervisionou o planejamento da loja. “É muito gratificante ver tudo se encaixar, especialmente durante a Covid, sem poder estar no local”, acrescentou ela.

A loja foi concebida como um espaço social, com salas de estar, mesas e outros móveis que convidam a um nível de intimidade e de mistura do público que tem sido uma experiência rara durante a pandemia de Covid-19. A empresa disse que vai limitar o número de pessoas que podem estar na loja ao mesmo tempo e que os associados, assim como os clientes, precisarão usar máscaras.

Os móveis, incluindo sofás e mesas ovais, são feitos de madeira clara e cortiça – cores neutras para que os produtos se destaquem, disse Ross. A empresa também queria que os clientes vissem como os produtos do Google ficariam “no contexto”, para que alto-falantes colocados ao lado de pilhas de livros e outros itens de design simulem a impressão de se estar na casa de alguém. Telefones, tablets e outros dispositivos estarão operacionais e sem cabos para que os visitantes possam mexer neles.

Google NY
(Imagem: Divulgação/ Google)

Ross disse que há uma sala para crianças. Há também um espaço onde as pessoas podem usar o recurso Visão noturna do smartphone Pixel para tirar fotos no escuro e enviá-las por e-mail para si mesmas. Há uma sala onde três pessoas podem jogar videogame por meio do serviço de streaming Stadia do Google. E há o Espaço Imagination – parcialmente fechado por uma estrutura redonda de vidro de 5 metros de altura, com telas dentro. Nas telas, os visitantes podem experimentar serviços avançados ou experimentais do Google que podem ainda não estar disponíveis ao público.

Rosenthal disse que é importante para o Google criar um canal direto de varejo que incorpore a marca Google e permita que os clientes ouçam diretamente a empresa, além de fornecer feedback dos clientes ao Google. Ele peferiu não comentar se a gigante da tecnologia abriria lojas adicionais.

Veja um vídeo com imagens do interior da loja:

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 16/06/2021 - 18:07

Pela Web