Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Grande safra do Brasil agrava mercado global de café em ano de pandemia, diz StoneX

16/07/2020 - 13:33
Café Grãos Agronegócio Commodities
Na temporada de 2019, ano negativo no ciclo bianual do café arábica, como será 2021, o Brasil produziu 53 milhões de sacas, segundo a StoneX (Imagem: Unsplash/@kittinskie)

A safra de café do Brasil em 2020 foi estimada nesta quinta-feira em um recorde de cerca de 65 milhões de sacas de 60 kg, estável ante previsão de fevereiro, apontou a consultoria StoneX, ressaltando que a produção brasileira pressiona o mercado global em ano de incertezas sobre o consumo.

O ambiente de sobreoferta no mercado global de café, estimada em quase 10 milhões de sacas em 2020/21 pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), é agravado pela demanda limitada pela pandemia, comentou o analista de café da StoneX, Fernando Maximiliano, durante evento online nesta quinta-feira.

Segundo ele, o comportamento da demanda por café diante da pandemia é a grande dúvida no mercado.

“Já sabemos que ela foi comprometida, o desafio é saber o tamanho do impacto”, disse ele, ressaltando que o consumo recuou principalmente fora do lar.

Em meio a uma queda no consumo em cafeterias, restaurantes e hotéis, os estoques de café verde nos Estados Unidos, os maiores consumidores globais, subiram pelo terceiro mês consecutivo em junho e ultrapassaram a marca de 7 milhões de sacas de 60 quilos pela primeira vez desde outubro de 2019, conforme dados da Associação do Café Verde norte-americana (GCA, na sigla em inglês) divulgados na véspera.

Para o analista, ainda existe espaço para queda nos preços internacionais, já que agentes especulativos na bolsa ICE estão com posição vendida que é quase metade da média.

Ele ponderou, contudo, que uma eventual recuperação da demanda poderia ser altista diante de uma safra menor esperada para o ano que vem no Brasil, maior produtor e exportador global da commodity.

Na temporada de 2019, ano negativo no ciclo bianual do café arábica, como será 2021, o Brasil produziu 53 milhões de sacas, segundo a StoneX.

Isso implica dizer que, nos cálculos da StoneX, a safra brasileira terá um crescimento em 2020 –ano de alta do arábica– de mais de 10 milhões de sacas ante 2019.

Ele destacou ainda que, considerando a projeção de safra do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2020, de 59 milhões de sacas, o mercado poderia ser “interpretado de outra forma”.

Entretanto, órgãos do governo brasileiro historicamente estimam uma safra de café abaixo dos números do mercado.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 16/07/2020 - 13:33

Cotações Crypto
Pela Web