BusinessTimes

Grupo Mateus (GMAT3) vira foguete e salta 14%; Provou resiliência e merece compra, diz BTG

12 ago 2022, 18:00 - atualizado em 12 ago 2022, 18:06
Grupo Mateus
Para o BTG Pactual, é hora de comprar ação do Grupo Mateus (Imagem: Grupo Mateus/Divulgação)

Os resultados reportados pelo Grupo Mateus (GMAT3) no segundo trimestre de 2022 foram positivos, com um crescimento resiliente, segundo o BTG Pactual, que recomenda compra para o papel.

Com isso, a ação fechou em alta de 14,6%, a R$ 5,4.

O BTG destaca que o Grupo Mateus apresentou mais um trimestre de resiliência em suas operações, apesar do cenário mais desafiador, com ligeira melhora na dinâmica do capital de giro e um fluxo de caixa significativamente melhor.

“Ainda vemos uma perspectiva de inflação alta corroendo o poder de compra (apesar do potencial efeito positivo com o aumento do Auxílio Brasil), mas com um cenário resiliente à frente para os varejistas de alimentos”, diz.

Na frente estrutural, o BTG acredita que o conhecimento local e a escala da empresa são importantes barreiras de entrada em alguns dos mercados em que opera, enquanto suas perspectivas de crescimento parecem sólidas (32% linha CAGR até 2026) graças ao seu agressivo plano de expansão.

Dessa forma, o banco destaca que a soma de escala, conhecimento local e cenário potencialmente melhor resultam na recomendação de compra para o papel.

Números do Grupo Mateus no 2T22

No segundo semestre de 2022, o Grupo Mateus reportou lucro líquido de R$ 264 milhões, aumento de 38,5% na comparação anual. Já a receita líquida cresceu 39,7% na comparação anual, para R$ 5,2 bilhões.

O Ebtida ajustado foi de R$ 353 milhões, representando uma alta anual de 38,5%.

De acordo com a empresa, no segundo trimestre de 2022, o segmento de varejo registrou uma receita bruta de R$ 1,6 bilhão, com aumento de 33,4%, representando 28% do faturamento, enquanto o atacarejo teve uma receita de R$ 2,9 bilhões, alta de 47,5% na comparação anual.

Disclaimer

Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Participe do grupo Comprar ou Vender no Telegram!

Você tem acesso em primeira mão às principais indicações de investimentos dos analistas brasileiros e estrangeiros e ainda participa das discussões sobre os temas. Entre agora para o nosso grupo no Telegram!

Repórter
Formada em jornalismo pela Universidade Nove de Julho. Foi redatora na área de marketing digital por 2 anos e ingressou no Money Times em 2022.
Linkedin
Formada em jornalismo pela Universidade Nove de Julho. Foi redatora na área de marketing digital por 2 anos e ingressou no Money Times em 2022.
Linkedin