Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Hacker de 17 anos que invadiu o Twitter tem US$ 3 milhões em bitcoin

03/08/2020 - 8:12
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Hacker de 17 anos é acusado de ser a “mente brilhante” por trás da invasão do Twitter que obteve acesso a mais de 30 contas de celebridades na plataforma (Imagem: Freepik/macrovector)

Graham Ivan Clark, residente da Flórida de 17 anos acusado de hackear o Twitter no dia 15 de julho, possui mais de US$ 3 milhões em criptoativos.

Seu advogado, David Weisbrod, informou a quantidade de ativos em uma audiência no último sábado (1), segundo o jornal Tampa Bay Times. Clark possui 30 bitcoins (equivalentes a US$ 3,35 milhões), afirma Weisbrod.

Os promotores afirmaram que os bitcoins foram obtido ilegalmente, dada a “conduta” de Clark, se referindo ao hack ao Twitter.

Weisbrod negou essa afirmação, dizendo que Clark estava sujeito a uma investigação criminal no ano passado e, na época, promotores confiscaram cerca de US$ 15 mil em dinheiro e 400 bitcoins de Clark.

Promotores não haviam condenado Clark na época, disse o advogado, e devolveram o dinheiro e 300 bitcoin. Weisbrod argumentou que legitimiza esses bitcoins. “Não consigo pensar em maior indício de legitimação do que a devolução do dinheiro”, disse ele.

Ainda não se sabe por que promotores devolveram apenas 300 bitcoins e não o total de 400 bitcoins quando decidiram não condená-lo na época.

Na audiência do último sábado, promotores estabeleceram uma fiança de US$ 725 mil para Clark, seis vezes mais do que ele foi acusado de roubar no hack ao Twitter.

Clark foi preso na última sexta-feira (31) e está enfrentando 30 acusações criminais por promover um esquema de sorteio de bitcoins ao hackear contas populares do Twitter.

Mais especificamente, ele foi acusado de fraude organizada acima de US$ 50 mil, 17 fraudes de comunicação, uma por uso fraudulento de informações pessoais (mais de US$ 100 mil de 30 ou mais vítimas), dez acusações de uso fraudulento de informações e uma por acessar computadores ou dispositivos eletrônicos sem autorização (esquema para defraudar).

Promotores afirmam que ele é a “mente brilhante” por trás da invasão.

Dois outros acusados — o britânico Mason Sheppard de 19 anos e o residente da Flórida Nima Fazeli de 22 anos — também foram acusados por sua alegada participação no hack.

Estão enfrentando acusações criminais, pois já são maiores de idade, enquanto Clark está enfrentando acusações estatais por ser menor de idade.

Sob a lei da Flórida, promotores aceitariam 10% da fiança do sábado, ou seja, US$ 72,5 mil, para libertar Clark que ainda será julgado.

Clique aqui para conferir a linha do tempo completa sobre a invasão desta semana e não deixe de escutar a edição do podcast Crypto Storm sobre este assunto:

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 03/08/2020 - 8:12