Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Hoje é último dia para reservar IPO do Carrefour; comprar ou não?

Gustavo Kahil
17/07/2017 - 16:13

Carrefour

O prazo para a reserva das ações (CRFB3) do Carrefour no IPO (Oferta Pública Inicial de Ações) se encerra nesta segunda-feira (17). Segundo o prospecto preliminar (veja o documento abaixo), o preço será definido na terça-feira (18) e a estreia acontece na quinta-feira (20). O intervalo sugerido pelos coordenadores está entre R$ 15 e R$ 19.

Os analistas consultados pelo Money Times concordam que empresa têm boas perspectivas, mas divergem sobre atratividade ao valor ofertado e na comparação com o Pão de Açúcar (PCAR4), que já está na B3.

Gustavo Oliveira, Guilherme Muller e Daniel Ekstein, analistas do UBS, avaliam que o Carrefour deveria negociar a um prêmio sobre a concorrente por conta do seu maior retorno do capital investido, que é resultado de margens mais elevadas e menor uso de capital.

O Brasil Plural ressalta que o Carrefour é mais dependente das operações do Atacadão e explora pouco os modelos de varejo tradicional em comparação com o Pão de Açúcar. 

Carrefour

“Em nossa opinião, o principal ponto é que, embora o Carrefour tenha uma operação de ‘atacarejo’ mais madura, e talvez um formato de hipermercado melhor, o Pão de Açúcar se beneficia de seu formato mais diversificado, com a bandeira de supermercado premium Pão de Açúcar ajudando a bombear as margens na divisão multivarejo, que inclui lojas de hipermercado, supermercado e bairro”, ressaltam os analistas Guilherme Assis e Felipe Cassimiro.

Comprar ou não?

A Eleven Financial vê as ações do Carrefour atrativas e com desconto em relação aos papéis do Pão de Açúcar quando considerado o ponto baixo e médio do intervalo.

“Se utilizarmos projeções um pouco menos conservadoras, sem perder o foco na gestão de risco, o valuation da oferta fica ainda mais atrativo. A leitura do nosso time de macroeconomia consolida as perspectivas de retomada de atividade e por consequência ingresso em um ciclo virtuoso e alinhado ao timing da companhia”, avalia a analista Giovana Scottini, que recomenda a entrada no IPO.

A R$ 17, calcula Scottini, os papéis do Carrefour negociariam a um múltiplo de 21,5 vezes o preço da ação sobre o lucro (P/L) esperado em 2017. Isso representaria um desconto de 33% na comparação com o concorrente. Já a R$ 15 o múltiplo ficaria em 9,4 vezes, o que resulta em um desconto de 40%. Considerando o topo do intervalo (R$ 19) e o lucro estimado para 2018, a ação do Carrefour sairia com um prêmio de 9%. 

Carrefour

Já a Empiricus não vê, no momento, motivos para comprar as ações. O analista Bruce Barbosa admite que a empresa tem margens melhores e algumas diferenças positivas em relação ao concorrente Pão de Açúcar, como o banco Carrefour, mas explica que alguns riscos o impedem de indicar o pagamento do prêmio que o preço sugerido na operação traria na comparação com as ações do seu principal competidor.

Ele ressalta que, no atacado, a concorrência com o Assaí, do Pão de Açucar, vem se acirrando com o ritmo acelerado de abertura de lojas ao longo dos últimos anos. O atacado do Carrefour, representado pelo Atacadão, é a jóia da varejista. A consultoria aposta que a baixa demanda dos investidores poderá fazer com que a oferta saia no piso, ou abaixo, do proposto na oferta como resultado do “alto preço demandado”.

Última atualização por - 05/11/2017 - 14:00

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web