Comprar ou vender?

‘Holding fora do radar’ e barata está pronta para distribuir gordos dividendos, prevê BofA

10 out 2022, 13:39 - atualizado em 10 out 2022, 13:39
Aço, Gerdau
Ação ganha com Lula ou Bolsonaro, afirma BofA (Imagem: YouTube/Gerdau North America)

Longe da fama de holdings como a Itaúsa (ITSA4), a Metalúrgica Gerdau (GOAU4), que controla a Gerdau (GGBR4), pode ser boa opção para quem busca dividendos e ações baratas, afirma o Bank of America (BofA) em relatório enviado a clientes.

O banco iniciou a cobertura da GOAU4 com recomendação de compra e preço-alvo de R$ 16, potencial de alta de 43% ante o fechamento da sexta-feira (10).

De acordo com os analistas, a empresa é uma holding não alavancada e com retornos de caixa atraentes, ou seja, dividendos.

Os analistas dizem que o preço-alvo é derivado de um desconto de 15% da “holding”, aplicado ao valor de sua participação na Gerdau.

“Vemos a Gerdau idealmente posicionada para alavancar um pipeline crescente de investimentos em infraestrutura nos EUA (US$ 1,2 trilhão já aprovado)”, escrevem.

Além disso, os analistas afirmam que a empresa pode engordar os lucros aqui no Brasil, independentemente do resultado das eleições.

“Acreditamos que o próximo presidente precisa se concentrar em acelerar o crescimento de forma sustentável”, discorre.

Gordos dividendos

O BofA calcula que a Metalúrgica Gerdau pode ter um retorno de dividendos na casa dos 9% em 2023 e 2024.

“Dada a sua posição de caixa líquido, o GOAU deve manter um alto repasse de dividendos recebidos da Gerdau (90% mais repasse), o que implica um dividend yield médio de ~9% em 2023-24 para os acionistas do GOAU”, calcula.

A Metalúrgica Gerdau e a Gerdau pagam dividendos e/ou juros sobre o capital próprio equivalentes a, no mínimo, 30% do lucro líquido ajustado do exercício.

No segundo trimestre, o rendimento de dividendos foi de 11,8%, enquanto em 2021 esse número ficou em 12,8%.

Conecte-se com o mercado e tenha acesso a conteúdos exclusivos sobre as notícias que enriquecem seu dia! Todo dia um resumo com o que foi importante no Minuto Money Times, entrevistas, lives e muito mais… Clique aqui e siga agora nosso perfil!

Editor-assistente
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.