Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ibovespa fecha em alta com disparada de Embraer e EUA no radar

10/06/2021 - 17:09
Embraer, Phenom 300
O volume financeiro somou 24,3 bilhões de reais (Imagem: Divulgação/Embraer)

O Ibovespa (IBOV) fechou novamente com acréscimo discreto nesta quinta-feira, que teve como destaque o salto de 15% da Embraer (EMBR) após anúncio de que negocia a fusão de sua unidade de transporte aéreo urbano com uma empresa dos Estados Unidos.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,13%, a 130.076,17 pontos, tendo recuado à 129.525,89 pontos na mínima e avançado a 130.526,76 pontos na máxima. O volume financeiro somou 24,3 bilhões de reais.

A agenda norte-americana também ocupou as atenções de agentes financeiros, com um dado de inflação ao consumidor acima do esperado em maio, enquanto os pedidos de auxílio-desemprego semanais superaram um pouco as previsões.

Na visão do analista de renda variável Murilo Breder, da Easynvest by Nubank, a combinação dos números corroborou a percepção de que o Federal Reserve deve continuar sem subir o juro nos Estados Unidos tão cedo. “Isso voltou a ganhar força”, acrescentou.

Ao mesmo tempo em que o índice de preços ao consumidor subiu 0,6% no mês passado, após alta de 0,8% em abril e acima da expectativa no mercado de elevação de 0,4%, pedidos iniciais de auxílio-desemprego somaram 376.000, ante previsão de 370 mil.

Para o economista Leonardo Milane, sócio da VLG Investimentos, o mercado parece ter dado mais peso aos dados de emprego e menor pressão nos preços, favorecendo a corrente dos que veem uma pressão inflacionária temporária.

Ele ressaltou, contudo, que a reunião do Federal Reserve na próxima semana merece atenção, uma vez que a autoridade norte-americana deve dar mais detalhes sobre a sua percepção sobre a dinâmica de inflação recente.

Nos EUA, o S&P 500 fechou em alta de 0,47%.

Destaques

Embraer (EMBR3) disparou 15,61%, após anunciar que sua empresa de transporte aéreo urbano Eve iniciou discussões para uma eventual combinação de negócios com uma empresa de propósito específico de capital aberto nos EUA.

Braskem (BRKM5) avançou 4,26%, ensaiando mais uma recuperação após forte queda na terça-feira, enquanto investidores continuam monitorando desdobramentos sobre a venda da participação dos controladores da petroquímica.

Locaweb (LWSA3) subiu 5,6%, acelerando a recuperação neste mês após correção de baixa em maio, quando acumulou queda de 9%. Na véspera, anunciou que concluiu a aquisição do sistema de gestão online Bling.

Itaú Unibanco (ITUB4) cedeu 0,36%, afastando-se das máximas registradas mais cedo, com Bradesco (BBDC4) terminando com alta de 0,18%.

Petrobras (PETR4)fechou com variação de 0,07%, em dia de alta dos preços do petróleo no mercado externo. Na véspera, a petrolífera divulgou que as vendas totais de diesel cresceram 17,1% em maio.

Vale (VALE3) cedeu 0,33%, mesmo com a alta dos futuros do minério de ferro na China.

Uma decisão da Justiça do Trabalho determinou que a mineradora deverá pagar 1 milhão de reais por danos morais por cada empregado morto em razão do desastre em Brumadinho (MG).

Gol (GOLL4) terminou com declínio de 4,37%, após tocar máxima intradia em seis meses na véspera, enquanto Azul (AZUL4) subiu 0,31%, tendo no radar anúncio de que vai captar empréstimo em bônus de cinco anos no exterior.

Via Varejo (VVAR3) recuou 3,45%, também entre os destaques negativos, enquanto Magazine Luiza (MGLU3) fechou com variação positiva de 0,05%.

Mais uma vez com desempenho melhor, B2W (BTOW3) valorizou-se 2,99%.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 10/06/2021 - 17:43

Pela Web