Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ibovespa: veja o que importa para a bolsa hoje, segundo 5 analistas

23/11/2021 - 9:54
Ibovespa Mercados
(Imagem: Reuters/Amanda Perobelli)

O Ibovespa futuro opera em alta de 0,86%, na manhã desta terça-feira (23), aos 103.405 pontos, depois de os mercados terem fechado o dia no positivo na Ásia. O dólar também sobe, a R$ 5,59

O pregão local deve ser marcado pela continuidade da preocupação dos investidores com a PEC dos precatórios e o Auxílio Brasil, conforme destacado por analistas em relatórios matinais desta terça.

Nesta manhã, o presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, participa de uma audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado sobre a política de preços da estatal [acompanhe ao vivo]

Ontem, o Ibovespa começou a sessão chegando a subir mais de 1%, mas inverteu o sinal com temores sobre a situação fiscal do país e terminou a sessão cotado aos 102.122 mil pontos. O dólar comercial fechou em queda, cotado aos R$ 5,59.

Nesta terça, as bolsas internacionais amanhecem negativas (EUA 0% e Europa -0,9%) enquanto investidores digerem a nomeação do Jerome Powell para continuar por mais quatro anos à frente do Federal Reserve.

Veja o que influenciará o Ibovespa nesta segunda-feira, segundo quatro analistas:

Genial: recondução de Powell

A Genial Investimentos sublinha que o Presidente Joe Biden anunciou ontem a recondução de Jerome Powell para a presidência do Federal Reserve, o banco central americano.

Para os analistas da casa, a decisão mantém a continuidade da política monetária americana, reduzindo as incertezas quanto ao movimento das taxas de juros no futuro. “A reação do mercado foi positiva, com as bolsas de valores atingindo novos recordes durante o pregão de ontem”, lembram.

Para a Genial, a nomeação de Lael Brainard para a vice presidência é um aceno do Presidente Biden à “ala progressista” do Partido Democrata, que pressionava para que ela fosse indicada para substituir Powell.

“Ela tem adotado publicamente posições mais rigorosas quanto à regulação financeira e à necessidade de os bancos centrais terem um compromisso mais efetivo no combate a mudanças climáticas que podem afetar o desempenho das economias”, escrevem os analistas.

Rico: piora da pandemia na Europa

A Rico Investimentos lembra que na Zona do Euro a principal discussão é a retomada econômica da região dentro do contexto de piora da pandemia.

“Os holofotes de hoje estão na prévia do PMI (um dos principais indicadores de atividade) que dará indícios sobre a saúde dessa retomada do continente com o avanço dos novos casos de covid-19 Importante monitorar”, escrevem os analistas.

No Brasil, a corretora destaca que administração geral de alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês) anunciou que aceitará pedidos de importação de carne bovina brasileira que tenham recebido um certificado sanitário antes do dia 4 de setembro, ou seja, antes do embargo voluntário do Brasil. Porém, o embargo continua em vigor e não há informações de quando terminará.

Terra: PEC dos Precatórios

A Terra Investimentos destaca que a PEC dos Precatórios segue no radar da CCJ do Senado amanhã, devendo ser votada no início da semana que vem.

Ontem o secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia afirmou que, na formatação atual, se abriria um espaço fiscal de R$ 106,1 bilhões no Orçamento de 2022, lembram os analistas.

“O STF formou maioria para permitir que o governo federal implante a partir de 2022 um programa de renda básica para brasileiros em situação de pobreza e extrema pobreza, com renda per capita menor que R$ 178 e R$ 89, respectivamente”, escrevem.

A medida foi um pedido Defensoria Pública da União, que cobrava resposta desde 2005, decisão também viabiliza a ampliação do Auxílio Brasil em ano de eleição.

XP: segue a percepção alta de risco

Além da recondução no Fed e da piora da pandemia, a XP Investimentos destaca que o Ministério da Economia publicou na segunda-feira (22) o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas do quinto bimestre de 2021, prevendo déficit de R$ 95,8 bilhões para o governo central este ano (-1,1% do PIB).

A estimativa anterior apontava para saldo negativo de R$ 139,4 bilhões (-1,6% do PIB).

Para a XP, houve uma melhoria nas estatísticas das contas públicas de curto prazo, impulsionada pelas surpresas positivas com a arrecadação tributária ao longo deste ano.

Mas, segundo a corretora, a percepção de risco dos agentes de mercado sobre a agenda de consolidação fiscal do País permanece elevada.

Modalmais: petróleo em queda

A Modalmais destaca, entre outras coisas, que no mercado internacional o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava queda de 1,32%, com o barril cotado a US$ 75,74 e expectativa de liberação de reservas estratégicas por país.

O euro era transacionado em alta para US$ 1,126 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,63%, em alta, escreve a corretora. “O ouro e a prata mostravam quedas na Comex, e commodities agrícolas com tendência de queda na Bolsa de Chicago”.

“Expectativa para o dia de Bovespa fraca e seguindo o exterior, dólar mais comportado e juros em alta”, diz trecho do documento enviado nesta terça.

Última atualização por Kaype Abreu - 23/11/2021 - 10:32

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web