Mercados

Ibovespa (IBOV) abre volátil, na busca dos 120 mil pontos (novamente): 5 coisas para saber antes de investir hoje (14)

14 jun 2024, 10:14 - atualizado em 14 jun 2024, 10:14
Ibovespa, 5 Coisas, Investimentos, Dólar, Day Trade, EUA. Federal Reserve
Ibovespa abriu pregão sem direção certa, meio volátil, digerindo a decisão do BOJ, sobre a Taxa de Juros (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O Ibovespa (IBOV) abriu o pregão desta sexta-feira (14) sem direção certa, ainda volátil devido aos últimos dias. O principal índice da bolsa brasileira caia 0,18%, a 119,355 pontos, por volta de 10h10.

Finalizando a semana, o mercado fica na esperança de dados de inflação melhores do que o esperado nos Estados Unidos, além de digerir os dados do Índice de Atividade Econômica do BC (IBC-Br) com certa preocupação sobre o cenário fiscal brasileiro.

  • Uma recomendação de investimento por dia é tudo que você precisa para começar a construir o seu patrimônio. E é justamente isso que o analista Matheus Spiess quer enviar no seu e-mail. Clique aqui para saber como receber.

O dólar oscilava em leve baixa frente ao real nas primeiras negociações desta sexta, última sessão de uma semana.

Day Trade:

5 assuntos para saber antes de investir no Ibovespa nesta sexta (14)

Petrobras (PETR4) atualiza valor dos dividendos que serão pagos em junho

Petrobras (PETR3PETR4) atualizou, pela taxa Selic, o valor da segunda parcela dos dividendos referentes ao balanço de 31 de dezembro de 2023. O pagamento ocorrerá no dia 20 de junho, mas o prazo de quem tem direito a receber o dinheiro na conta já passou.

Os dividendos calculados conforme a aplicação da fórmula da Política de Remuneração aos acionistas serão pagos com base na posição acionária de 25 de abril de 2024. Enquanto isso, o pagamento dos dividendos extraordinários ocorrerá com base na posição acionária de 2 de maio.

IBC-Br: Prévia do PIB decepciona e fica praticamente estagnada

O Índice de Atividade Econômica do BC (IBC-Br), considerado um sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve variação positiva de 0,01% em abril, na comparação com o mês anterior e em dado dessazonalizado.

O segundo trimestre de 2024 registrou estagnação em abril, após ter apresentado um desempenho positivo no primeiro trimestre. Assim, frustrando fortemente as expectativas do mercado sobre o cenário do país daqui para frente.

Apesar disso, o resultado marcou uma melhora em relação à queda de 0,36% do indicador em março, e ficou bem aquém da expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 0,45%.

Dados econômicos dos Estados Unidos animam mercado, dentro do possível

Ontem (13), o mercado recebeu os dados do Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos (EUA). No mês de maio o índice caiu inesperadamente, em 0,2%.

Segundo Matheus Spiess, da Empiricus Research, os dados de ontem animaram os investidores globais. Isso porque, “a inflação ao produtor reforçou a sensação de desinflação, o que é crucial para a manutenção de uma janela promissora para investimentos no segundo semestre, abrindo caminho para possíveis cortes de juros nos EUA”.

“Como resultado desse movimento, apesar de os ativos globais apresentarem um desempenho misto nesta manhã, vimos novos recordes de fechamento em Wall Street ontem”, pondera.

Decisão do Banco Central do Japão (BOJ) sobre a Taxa de Juros

O mercado repercute a decisão do Banco Central do Japão (BOJ) de manter a taxa de depósitos na faixa de 0% a 0,1%. Também não foi alterado o ritmo de compras mensais de títulos do governo, mas a autoridade monetária informou que decidirá sobre um plano detalhado para compras de títulos na reunião — o que indica que haverá uma redução.

Para os analistas da Guide Investimentos, após a decisão, o dólar sobe e o iene se desvaloriza, à medida que o banco tenta “manter as taxas de juros inalteradas e sinalizar uma redução nas compras de dívida sem apresentar números ou cronograma específicos”.

Dasa (DASA3) e Amil fecham acordo para fusão de hospitais

Dasa (DASA3) informou ao mercado nesta sexta-feira (14) que assinou acordo de associação com a Amil para a criação da Ímpar Serviços Hospitalares, uma joint venture (empreendimento controlado em conjunto) com participações iguais de 50% do capital votante e controle compartilhado.

Conforme o comunicado, a Amil irá contribuir com a Ímpar por meio de um aumento de capital, os hospitais e clínicas oncológicas da Rede Americas – exceto o Hospital Promater e o Hospital Monte Klinikum – e o Hospital Maternidade Santa Lucia. Tratam-se de 11 hospitais, com foco na região Sudeste e no Distrito Federal, e 1,6 mil leitos.

Estagiária
Estudante de jornalismo na Universidade São Judas Tadeu, tem habilidades em edição de imagens e vídeos além da paixão pelo meio de comunicações. Estuda inglês e está em busca da fluência.
Estudante de jornalismo na Universidade São Judas Tadeu, tem habilidades em edição de imagens e vídeos além da paixão pelo meio de comunicações. Estuda inglês e está em busca da fluência.
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.