Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Ibovespa inicia ano com forte alta; B3 dispara mais de 5%

02/01/2020 - 12:03
Além da alta acentuada dos papéis da B3, ações do banco Santander Brasil operavam acima dos 4%, por volta do meio-dia (Imagem: Reuters/Amanda Perobelli

O Ibovespa avançava mais de 1% na primeira sessão de 2020, amparado por um otimismo global relacionado ao acordo comercial de primeira fase entre Estados Unidos e China, com papéis de B3 (B3SA3) disparando e endossando a alta do índice.

Às 12:00, o Ibovespa subia 1,69%, a 117.601,51 pontos. O volume financeiro somava 2,6 bilhões de reais.

Após duas sessões de ajustes no final de dezembro, o Ibovespa registrava firme alta nesta quinta-feira, sendo guiado principalmente pelo otimismo nos mercados internacionais diante do alívio nas tensões comerciais entre Estados Unidos e China, com o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmando que a assinatura de um acordo de primeira fase ocorrerá dia 15 de janeiro na Casa Branca.

Donald Trump
otimismo nos mercados internacionais diante do alívio nas tensões comerciais entre Estados Unidos e China, com Trump garantindo assinatura do acordo no dia 15 de janeiro (Imagem: Unsplash/@historyhd)

“O fato de (a assinatura do acordo) deixar de ser uma expectativa para uma realização concreta, é motivo suficiente para animar os investidores”, afirmou Rafael Bevilacqua, estrategista-chefe da Levante Investimentos em comunicado.

Também animou investidores a medida do banco central da China de cortar depósito compulsório em 50 pontos-base, a partir de 6 de janeiro, o que liberará 800 bilhões de yuans (114,91 bilhões de dólares) em fundos para dar suporte à economia em desaceleração.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

No Brasil, a terceira prévia do Ibovespa manteve as entradas de Carrefour Brasil (CRFB3), Hapvida (HAPV3), Cia. Hering (HGTX3) e SulAmérica (SULA11), além de acrescentar os papéis da Totvs (TOTS3). A nova composição do índice começará a valer a partir da próxima segunda-feira.

Destaques

B3 (B3SA3) saltava 5,4%, exercendo importante papel na alta do Ibovespa. A empresa anunciou nesta quinta-feira novas políticas que prometem redução e simplificação de tarifas em meio a planos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para fomentar competição no setor.

Bradesco, (BBDC4)  avançava 0,8%, acompanhando o movimento positivo do setor bancário. Itaú Unibanco (ITUB4) subia 0,6% e Santander (SANB11) ganhava 4%.

Vale (VALE3) valorizava-se 0,9%, se reaproximando do patamar anterior ao rompimento da barragem de Brumadinho, há pouco menos de um ano.

Petrobras (PETR3PETR4) subiam 1,3% e 0,9%, respectivamente, também endossando a alta do índice.

JBS (JBSS3) ganhava 1,3%. A empresa informou na véspera que o prazo de vigência do acordo de acionistas entre sua controladora, J&F Participações, e a BNDESPar, foi encerrado em 31 de dezembro e que não produz mais efeitos. JBS (JBSS3) subia 1,3% e BRF (BRFS3) avançava 0,9%.

– Das empresas que irão fazer parte do Ibovespa, Totvs (TOTS3) se destacava, subindo 3,2%. Carrefour Brasil (CRFB3) ganhava 1,5%, Hapvida (HAPV3) tinha alta de 2%, enquanto Cia. Hering (HGTX3) e SulAmérica (SULA11) valorizavam-se 1,4% e 2,1%, respectivamente.

Última atualização por Lucas Simões - 02/01/2020 - 12:03