Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Iguatemi tem lucro de R$ 111,8 milhões no 4º trimestre, alta de 47%

19/02/2020 - 8:05
Shopping Iguatemi
A receita líquida trimestral fechou em R$ 211,2 milhões, alta de 5,4% em comparação com os R$ 200,4 milhões dos últimos três meses de 2018 (Imagem: Gustavo Kahil/Money Times)

A Iguatemi (IGTA3) reportou crescimento de 47% no lucro líquido do quarto trimestre de 2019 ante o mesmo intervalo de 2018, de acordo com o balanço divulgado pela companhia ontem (18). O volume foi de R$ 76 milhões para R$ 111,8 milhões.

No acumulado do ano, a variação foi de 20,7%, passando de R$ 260,3 milhões para R$ 314,3 milhões.

A receita líquida trimestral fechou em R$ 211,2 milhões, alta de 5,4% em comparação com os R$ 200,4 milhões dos últimos três meses de 2018. Em 2019, o valor atingiu R$ 754,2 milhões, tendo aumentado 4,5%.

O Ebitda, que mede a geração operacional de caixa da empresa, alcançou R$ 200,1 milhões entre outubro e dezembro, crescimento de 25,9%. No ano, a variação foi de 13,8%, com o montante fechando em R$ 635,7 milhões.

A margem Ebitda trimestral subiu 15,5 pontos percentuais, chegando a 94,8%. De 2018 para 2019, o percentual passou de 77,4% para 84,3%.

O Ebitda ajustado atingiu R$ 153 milhões no quarto trimestre e R$ 575 milhões em 2019. A margem Ebitda ajustada ficou em 72,5% e 76,2%, respectivamente.

As Vendas Mesmas Lojas (SSS), referente ao desempenho dos estabelecimentos abertos há mais de 12 meses, cresceu 2,3 pontos percentuais entre outubro e dezembro, atingindo 5,7%. No acumulado, o crescimento foi de 3,3 pontos percentuais, de 1,5% para 4,8%.

A Área Bruta Locável (ABL) total encerrou o ano passado com queda de 6,3% e totalizou 709,9 mil m².

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Guidance 2020

A companhia divulgou suas estimativas de crescimento para o ano de 2020.

O crescimento da receita líquida previsto está entre 8% e 13%, enquanto a necessidade de investimento deve variar de R$ 170 milhões a R$ 220 milhões. A margem EBITDA estimada é de 73% a 77%.

“Acreditamos que a Iguatemi está bem posicionada para se beneficiar da retomada da economia dos próximos anos, com um portfólio robusto e de qualidade, um posicionamento omnichannel que engloba toda a jornada do cliente, e um balanço patrimonial sólido”, afirma Carlos Jereissati, CEO da Iguatemi.

O executivo comenta que a empresa continuará investindo nos ativos existentes em seu portfólio, atualizando o mix para criar uma experiência de consumo diferenciada, mas também seguirá buscando novas oportunidades de bons investimentos.

Veja o balanço completo:

Leia mais sobre: Empresas, Iguatemi, Resultados, Shoppings

Última atualização por Diana Cheng - 19/02/2020 - 8:05