Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

IMC, dona do Pizza Hut e do KFC, tem prejuízo de R$ 50 milhões no primeiro trimestre

02/06/2020 - 10:02
KFC
Indigesto: IMC, dona da KFC no Brasil, sofreu com custos maiores no primeiro trimestre (Imagem: Unsplash/@aleksdorohovich)

A International Meal Company (IMCMEAL3) encerrou o primeiro trimestre com prejuízo líquido de R$ 50,2 milhões. A cifra refere-se aos resultados, sem o impacto da IFRS 16, que muda os critérios para a contabilização de arrendamentos mercantis.

A cifra representa um salto de mais de dez vezes sobre o prejuízo de R$ 4,8 milhões do mesmo período de 2019. Os três principais vilões da IMC foram os custos de mercadorias e serviços, que cresceram num ritmo superior ao da receita líquida, a disparada das depreciações e a perda com ativos recuperáveis.

A receita líquida cresceu 1,2% na comparação com um ano atrás, e somou R$ 366,642 milhões. Os custos de vendas e serviços, contudo, avançaram 11%, para R$ 281,480 milhões. Com isso, o lucro bruto caiu 21%, para R$ 85,162 milhões.

Despesas

Dentro das despesas operacionais, as linhas que mais se destacaram foram as depreciações e amortizações, 75,6% maiores, chegando a R$ 12,552 milhões, e a redução de valores recuperáveis de ativos de R$ 3,481 milhões. No mesmo trimestre do ano passado, essa linha não registrava nenhum valor.

Com isso, o ebitda ficou negativo em R$ 19,9 milhões. A IMC opera, no Brasil, Estados Unidos e Caribe com bandeiras de fast food como Frango Assado, KFC e Pizza Hut.

Veja o relatório de resultados do primeiro trimestre.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Márcio Juliboni - 02/06/2020 - 10:02