Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Incêndio atinge 7 caminhões-tanque em Duque de Caixas, diz Raízen

04/02/2020 - 13:30
Raízen Energia
Segundo a empresa, a equipe do Corpo de Bombeiros continua no local apenas trabalhando no rescaldo da ocorrência (Imagem: Raízen/Divulgação)

Um incêndio na madrugada desta terça-feira atingiu sete caminhões-tanque que estavam parados nas proximidades de um polo de distribuição de combustíveis em Duque de Caxias, na região metropolitana do Rio de Janeiro, informou em nota a distribuidora Raízen, pontuando que não há relato de vítimas.

A cidade é sede de uma das maiores refinarias do Brasil, a Reduc, da Petrobras (PETR4), que atende os mercados de Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Paraná e Rio Grande do Sul.

O incidente ocorreu entre a pista lateral da Avenida Washington Luís, sentido Petrópolis, e a área onde ficam distribuidoras de combustível, disse a Raízen, uma das empresas que atuam na região.

A Raízen, uma joint venture da Shell em parceria com a Cosan, entretanto, não informou quem são os proprietários de cada um dos caminhões atingidos pelo fogo.

Segundo a empresa, a equipe do Corpo de Bombeiros continua no local apenas trabalhando no rescaldo da ocorrência.

A companhia ressaltou que não houve paralisação nas operações das bases de distribuição do polo e que não há impacto sobre o abastecimento de combustíveis.

“O plano de emergência do polo de Duque de Caxias foi acionado e o Corpo de Bombeiros efetuou o combate ao incêndio, com o apoio das empresas que atuam na região, que disponibilizaram equipamentos e suporte operacional”, afirmou.

Devido à proximidade com a Reduc, a Petrobras informou que prestou assistência no combate ao incêndio, conforme prevê o plano de auxílio mútuo. Disse ainda que a Reduc permanece operando em segurança e mantém o bombeio normal de combustível para as distribuidoras.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Bruno Andrade - 04/02/2020 - 13:30