Índia antecipa em 2 anos mistura de 20% de etanol à gasolina

02/06/2021 - 16:13
Planta de Etanol
A maior parte da produção do etanol adicional no país deve vir de processamento da cana-de-açúcar (Imagem: Reuters/Rick Wilking)

O governo da Índia antecipará de 2025 para 2023 a possibilidade de empresas de combustível venderem gasolina contendo 20% de etanol (E20), de acordo com corretores e uma publicação no jornal oficial do país nesta quarta-feira.

É a segunda vez que a o governo indiano antecipa as vendas do combustível E20, que originalmente aconteceria apenas em 2030, com o país buscando cortar os gastos de importação de petróleo e reduzir a poluição nas cidades.

“O governo central determina, por meio deste, que as empresas de petróleo devem vender etanol misturado com gasolina com uma porcentagem de etanol de até 20%, de acordo com as especificações do Escritório Indiano de Padrões, em todos os estados e territórios da união”, informou a publicação.

A ação da Índia em direção a uma maior produção e uso de etanol deve cortar o excedente de exportação de açúcar do país, potencialmente levando o adoçante a preços internacionais mais elevados.

A maior parte da produção do etanol adicional no país deve vir de processamento da cana-de-açúcar, portanto provavelmente menos cana será usada para fazer açúcar.

Grandes volumes de E20 em 2023, entretanto, dependerão da velocidade que os fabricantes de automóveis podem se adaptar, pois isso exigirá novas especificações do motor.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 02/06/2021 - 16:13

Pela Web