Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Itália aprova novo pacote de estímulo para ajudar economia a se reerguer da Covid-19

18/10/2020 - 16:51
Bandeira itália
O Orçamento também estende dispensa temporária para empresas com trabalhadores em licença a um custo de 5 bilhões de euros (Imagem: Pixabay)

A Itália aprovou um novo pacote de estímulo em seu Orçamento de 2021 para promover uma recuperação econômica da recessão causada pela crise do coronavírus, mostrou um comunicado do governo divulgado neste domingo, após uma reunião de gabinete tarde da noite.

As medidas de expansão em 2021 totalizarão mais de 39 bilhões de euros (45,70 bilhões de dólares), incluindo cerca de 15 bilhões de euros em doações do Fundo de Recuperação da União Europeia, escreveu o ministro da Economia, Roberto Gualtieri, no Facebook.

A coalizão governante, liderada pelo Movimento 5 Estrelas (antiestablishment) e pelo partido de centro-esquerda PD, concordou com uma versão preliminar do Orçamento, disse uma fonte do governo, deixando os detalhes finais a serem acertados.

Entre várias medidas, o governo criou um fundo de 4 bilhões de euros para compensar as empresas mais atingidas pelos bloqueios do coronavírus e estendeu até janeiro uma moratória sobre o reembolso de empréstimos a pequenas e médias companhias.

O Orçamento também estende dispensa temporária para empresas com trabalhadores em licença a um custo de 5 bilhões de euros. Quase 6 bilhões de euros destinam-se a incentivos fiscais para apoiar o emprego na região sul do país, mais pobre, disse Gualtieri.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, deve anunciar neste domingo novas medidas para conter o aumento constante dos casos de Covid-19 nas últimas semanas.

Um dos países europeus mais atingidos pela pandemia, a Itália previu uma contração econômica de 9% para 2020 e um déficit orçamentário de 10,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

O Orçamento deve manter o déficit da Itália no próximo ano em 7% do PIB, acima de uma previsão de 5,7% em abril, refletindo os gastos adicionais.

A Itália previu um crescimento econômico de 6% em 2021.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 18/10/2020 - 16:51