Dividendos

Itaúsa (ITSA4) pagará quase R$ 1 bi em JCP; saiba data do pagamento

17 jun 2024, 18:44 - atualizado em 17 jun 2024, 18:47
itaúsa jcp itsa4
O valor do JCP será somado aos R$ 723 milhões, de R$ 0,07 por ação (líquidos de R$ 0,0595 por ação), declarados em 18 de março de 2024(Imagem: Itausa)

Itaúsa (ITSA4) pagará R$ 977 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP), mostra documento enviado ao mercado nesta segunda-feira (17).

Serão pagos R$ 0,0946 por ação (líquidos de R$ 0,08041 por ação), tendo como data-base a posição acionária final do dia 20 de junho de 2024.

O valor será somado aos R$ 723 milhões, de R$ 0,07 por ação (líquidos de R$ 0,0595 por ação), declarados em 18 de março de 2024, tendo como data-base a posição acionária final do dia 21 de março de 2024, conforme anúncio anterior da companhia.

Sendo assim, a empresa pagará um montante bruto de R$ 1,7 bilhão (ou líquido de R$ 1,445 bilhão) em 30 de agosto de 2024, correspondente ao valor bruto de R$ 0,1646 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,13991 por ação.

A retenção do IR é isenta apenas aos acionistas pessoas jurídicas comprovadamente imunes ou isentos.

Itaúsa, uma boa opção para dividendos?

Para a Terra, a empresa apresenta uma oportunidade de investimento devido ao desconto excessivo em suas ações, com potencial de recuperação das operações da Dexco e Alpargatas em 2023. A corretora calcula um dividend yield (retorno de dividendos) de 8,81% para o papel.

Na visão da corretora, a estratégia de desalavancagem, por meio de desinvestimentos na XP, visa fortalecer a posição financeira da empresa. A promessa de aumento dos dividendos reflete o compromisso com o retorno aos acionistas, após operações geradoras de caixa retomarem força.

“A reputação e histórico de sucesso da Itaúsa fortalecem a confiança dos investidores. Em suma, a Itaúsa oferece uma oportunidade atraente de valorização do capital e retorno consistente no longo prazo”, avalia Régis Chinchila, head da Terra que assina a carteira.

Confira o comunicado da Itaúsa

 

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, também participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil e do Agro em Campo.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.