Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

JBS dispara 7% após resultado “muito forte”

14/11/2018 - 13:28

JBS

Por Investing.com – Na parte da manhã desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da JBS (JBSS3) operam com forte valorização de 6,9% a R$ 10,53, liderando assim os ganhos do Ibovespa. O mercado reage positivamente ao balanço do terceiro trimestre, quando teve prejuízo líquido de R$ 133,5 milhões, abaixo do prejuízo de R$ 906 milhões esperados pelo mercado.

A Mirae Asset destaca que o Ebitda ficou acima da expectativa de mercado, com atenção para a melhora de Ebitda no segmento de suínos nos Estados Unidos, por conta de maiores exportações e queda de custo.

A equipe da corretora ressalta que a empresa encerou o período com uma relação dívida líquida / Ebitda de 3,4 vezes. O resultado consolidado no Ebitda e no prejuízo vieram melhor do que o esperado, mas mantém a recomendação Neutra, com upside de 21%.

Os analistas do Itaú BBA também focaram as atenções no Ebitda, que ficou 7% acima de suas estimativas e 9% acima do consenso. A equipe aponta a forte recuperação nos negócios brasileiros, a queda da dívida líquida em US$ 711 milhões em um único trimestre e os resultados da JBS USA, que vieram em linha com as projeções, como os principais pontos positivos.

Já a XP Investimentos espera reação positiva do mercado hoje. Mantendo nossa recomendação Neutra para o papel e preço-alvo de R$11 por ação, dado que acreditam que a ação já negocie a patamares justo.

A receita líquida somou 49,4 bilhões de reais, alta de 20,1 por cento ante mesma etapa de 2017, com destaque das operações no Brasil, que tiveram expansão de 37,2 por cento.

Já o resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado, cresceu 2,6 por cento ano a ano, para 4,43 bilhões de reais. A margem Ebitda caiu 1,5 ponto percentual, para 9 por cento.

Analistas, em média, esperavam para a JBS prejuízo líquido de cerca de 906 milhões de reais e Ebitda de cerca de 4 bilhões de reais, segundo dados da Refinitiv.

No fim de setembro, a dívida líquida da companhia somava 49,5 bilhões de reais. Embora fosse cerca de 4 bilhões de reais superior em 12 meses, a alavancagem medida pela relação dívida/Ebitda caiu de 3,42 para 3,38 vezes no período quando medida em reais. Em dólares, a relação caiu de 3,45 para 2,99 vezes.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por Gustavo Kahil - 14/11/2018 - 13:28

Cotações Crypto
Pela Web