Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Juíza dos EUA reduz processo contra Zoom sobre privacidade dos usuários

12/03/2021 - 16:15
Zoom
A juíza afirmou que os queixosos não conseguiram provar que a Zoom compartilhou ou vendeu dados deles sem permissão (Imagem: Facebook/Zoom Video Communications)

Uma juíza dos Estados Unidos desconsiderou grandes partes de um processo que acusa a Zoom Video de violar direitos dos usuários ao compartilhar informações deles com Facebook (FB), Google (GOOGL) e LinkedIn, e de permitir que intrusos invadissem reuniões privadas na plataforma.

A magistrada Lucy Koh desconsiderou várias acusações no processo coletivo, incluindo invasão de privacidade, negligência e violações legislações de defesa dos consumidores e contra hackers da Califórnia.

A juíza afirmou que os queixosos não conseguiram provar que a Zoom compartilhou ou vendeu dados deles sem permissão. Afirmou ainda que a plataforma está “praticamente” imune de acusações sobre conteúdo, no caso das invasões das reuniões.

Os advogados dos queixosos não comentaram o assunto nesta sexta-feira. Um advogado da Zoom também não se manifestou.

A base de usuários da empresa cresceu mais de quatro vezes desde o início do ano passado, impulsionada pela pandemia.

O valor da ação da Zoom mais que triplicou desde que a OMS declarou pandemia em 11 de março de 2020. Nesta sexta-feira, o papel exibia queda de 2,8% na Nasdaq.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 12/03/2021 - 16:15

Pela Web