Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Justiça destina R$ 108 milhões em multas da Vale para Brumadinho

30/03/2020 - 20:38
Brumadinho Barragens VALE3
Na sentença, a juíza ressaltou a impossibilidade de utilização do dinheiro na reparação dos danos decorrentes do rompimento da barragem (Imagem: Reuters/Washington Alves)

A Justiça determinou que seja repassado à prefeitura de Brumadinho (MG) R$ 108,7 milhões de multas ambientais aplicadas à empresa de mineração Vale S.A.(VALE3) , por conta do rompimento da Barragem no Córrego do Feijão. A decisão é da juíza da 1ª Vara Cível, Criminal e da Infância e da Juventude da Comarca de Brumadinho, Perla Saliba Brito.

O acordo foi homologado na última sexta-feira (27) e tornado público nesta segunda-feira (30). Os valores das multas terão de ser aplicados exclusivamente na execução de obras e iniciativas de infraestrutura do município, incluindo área da saúde e projetos de natureza socioambiental, relacionados direta ou indiretamente com o rompimento da barragem.

Na sentença, a juíza ressaltou a impossibilidade de utilização do dinheiro na reparação dos danos decorrentes do rompimento da barragem, porque a Vale já se encontra obrigada, por sentença judicial própria, à reparação integral do dano ambiental causado.

A barragem da Vale se rompeu no dia 25 de janeiro de 2019, deixando 259 mortos e 11 desaparecidos, no município de Brumadinho, a 65 km de Belo Horizonte.

Os rejeitos de mineração atingiram o Rio Paraopeba, poluindo grande parte de seu curso. A maior parte das vítimas era de funcionários da própria Vale, que estavam na área administrativa, incluindo um refeitório, na hora do acidente.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Rafael Borges - 30/03/2020 - 20:38