Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Kallas engaveta plano de IPO e vê capital mais barato de fundos

12/12/2019 - 13:34
kallas
O setor de fundos está vivendo um excelente momento no Brasil, com investidores internacionais em busca de maiores retornos (Imagem: Divulgação Kallas)

A Kallas Incorporações e Construções engavetou seus planos de abrir o capital de sua unidade de moradias de baixa renda, a Kazzas.

A empresa com sede em São Paulo, que tem R$ 5,4 bilhões em ativos sob gestão, havia contratado o Itaú BBA para avaliar o IPO mas concluiu que consegue capital mais barato de fundos de private equity, fundos de pensão e fundos soberanos, disse Matthew Wilkens, diretor da unidade de gestão de ativos da construtora.

A empresa deve reavaliar o IPO da Kazzas no segundo semestre do ano que vem, ele disse.

O setor de fundos está vivendo um excelente momento no Brasil, com investidores internacionais em busca de maiores retornos. Ao mesmo tempo, o setor imobiliário na maior economia da América Latina tem se beneficiado de taxas de juros baixas e de uma melhoria gradual da economia, após cinco anos oscilando entre recessão e fraco crescimento.

A Kallas recentemente fechou um acordo com a Hines International LLC, investidora do setor imobiliário com sede em Houston, no Texas, para construir dois projetos avaliados em R$ 145 milhões.

Os dois edifícios residenciais, que serão construídos nos bairros de Brooklin e Campo Belo, são voltados para o segmento de classe média e alta. A Kallas está negociando acordos semelhantes com outros fundos, disse Wilkens.

A economia está ganhando força depois da eleição de Jair Bolsonaro, disse em entrevista Emílio Kallas, que fundou a empresa em 1983 e continua sendo o diretor presidente.

“Todo mundo começou a perceber que era hora de recuperar,” com a entrada de um governo mais liberal, ele disse.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 13/08/2020 - 22:29