ImóvelTimes

Lavvi (LAVV3): Tarpon Capital se torna terceiro maior acionista da incorporadora, com 10,27% das ações

11 abr 2022, 17:54 - atualizado em 11 abr 2022, 17:54
Lavvi LAVV3 Tarpon
Novo condômino: Tarpon assume mais de 10% do capital da Lavvi, mas não pretende influenciar na gestão da empresa (Imagem: Lavi/Divulgação)

A Tarpon Capital (TPE Gestora de Recursos) comunicou, nesta segunda-feira (11), à Lavvi (LAVV3) que passou a deter 10,27% de participação acionária na incorporadora, equivalente a 21,4 milhões de ações ordinárias. No fim de março, a gestora possuía 7,52% da companhia.

Com o movimento informado hoje, a Tarpon se torna o terceiro maior acionista da Lavvi, atrás apenas dos dois acionistas que fundaram a companhia em 2016: a Cyrela Brazil Realty (CYRE3), que detinha, no fim de março, 23% das ações ordinárias, e a RH Empreendimentos Imobiliários, com 15,46%.

Ralph Horn era o terceiro maior acionista da empresa, com uma fatia de 9,30% no fim de março, antes de ser ultrapassado pela Tarpon. Quando foi criada, há seis anos, a Cyrela e a RH detinham, cada uma, 45% das ações.

Apesar da posição proeminente conquistada com a ampliação de sua fatia, a Tarpon afirma que não pretende interferir na gestão da Lavvi.

“O objetivo da participação é, atualmente, de investimento e, portanto, tal participação poderá ser aumentada ou reduzida conforme condições de mercado. Não faz parte do objetivo desta participação a indicação de membros para o conselho de administração da companhia”, afirmou a Tarpon no ofício à Lavvi.

Vendas em alta na Lavvi

As vendas da Lavvi subiram 56% no quarto trimestre de 2021 ante o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 155 milhões, mostra documento enviado ao mercado nesta quinta-feira (13)

“O principal vetor de vendas no trimestre foi o lançamento do Grand Vitrali, no final de outubro. O projeto foi responsável por 67% das vendas líquidas do período, e encerrou o ano com 46%de suas unidades vendidas”, justifica.

Em 2021, as vendas líquidas ficaram em R$ 942 milhões, 120% acima do volume vendido em 2020.

Veja a íntegra do comunicado ao mercado da Lavvi e a carta da Tarpon.

 

Diretor de Redação do Money Times
Ingressou no Money Times em 2019, tendo atuado como repórter e editor. Formado em Jornalismo pela ECA/USP em 2000, é mestre em Ciência Política pela FLCH/USP e possui MBA em Derivativos e Informações Econômicas pela FIA/BM&F Bovespa. Iniciou na grande imprensa em 2000, como repórter no InvestNews da Gazeta Mercantil. Desde então, escreveu sobre economia, política, negócios e finanças para a Agência Estado, Exame.com, IstoÉ Dinheiro e O Financista, entre outros.
Linkedin
Ingressou no Money Times em 2019, tendo atuado como repórter e editor. Formado em Jornalismo pela ECA/USP em 2000, é mestre em Ciência Política pela FLCH/USP e possui MBA em Derivativos e Informações Econômicas pela FIA/BM&F Bovespa. Iniciou na grande imprensa em 2000, como repórter no InvestNews da Gazeta Mercantil. Desde então, escreveu sobre economia, política, negócios e finanças para a Agência Estado, Exame.com, IstoÉ Dinheiro e O Financista, entre outros.
Linkedin