Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Leilão de energia solar em Portugal tem novo recorde de preços baixos

26/08/2020 - 12:32
Energia Solar
Nos leilões, sagram-se vencedores aqueles que oferecem os maiores descontos em relação a um valor inicial de € 41 por MWh (Imagem: Reuters/Jose Manuel Ribeiro)

O mais recente leilão de contratos para construção e operação de novas usinas solares em Portugal registrou um recorde global em termos de menor preço para a produção futura dos empreendimentos, disse nesta quarta-feira o ministro de Meio Ambiente do país, João Pedro Matos Fernandes.

Um dos lances vencedores prevê entrega da produção por 11,14 euros por megawatt-hora (cerca de 73 reais). Isso se compara a um recorde anterior de 14,6 euros por MWh registrado em junho passado, no primeiro grande leilão de Portugal para contratar capacidade solar, que movimentou 1.150 megawatts.

Nos leilões, com base nos locais onde as usinas serão instaladas, sagram-se vencedores aqueles que oferecem os maiores descontos em relação a um valor inicial de 41 euros por MWh.

“O leilão foi um sucesso, ainda mais que no ano passado”, disse Matos Fernandes em uma coletiva de imprensa.

Das 35 empresas inicialmente competindo no último leilão, de 700 megawatts, houve seis vencedoras, incluindo a fabricante sul-coreana de painéis solares Hanwha Q Cells, que arrematou 315 megawatts, disse o ministro.

Outros vencedores incluem a espanhola Iberdrola, o grupo Endesa, com um lote de projetos cada, e a alemã TAG Energy, com dois lotes.

O ministro disse que 670 MW dos 700 MW foram contratados, dividendos em 13 lotes de projetos principalmente na região Sul do país, com melhor irradiação solar.

“Nós estamos a caminho de chegar em 2030 com 80% da energia que consumimos produzida por fontes renováveis“, disse Matos Fernandes. “Os leilões mostram que esse é um caminho claro e positivo de gerar ganhos para os consumidores.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 26/08/2020 - 12:32