Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Lucro da Neoenergia contrai 18% no 2º trimestre e atinge R$ 423 milhões

21/07/2020 - 19:33
Neoenergia
O Ebitda da companhia sofreu retração de 19% no segundo trimestre, totalizando R$ 1,1 bilhão (Imagem: REUTERS/Ricardo Moraes)

O lucro líquido da Neoenergia (NEOE3) teve queda de 18% no segundo trimestre de 2020 ante o mesmo período do ano passado, de acordo com o balanço divulgado pela companhia nesta terça-feira (21). O montante, antes de R$ 519 milhões, atingiu R$ 423 milhões.

A receita operacional líquida permaneceu estável em R$ 6,5 bilhões. Já o Ebitda, que representa o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, sofreu retração de 19%, totalizando R$ 1,1 bilhão.

A base de clientes expandiu 1,6%, chegando a 14,1 milhões. A energia distribuída, que inclui os mercados cativo e livre, totalizou 13,3 mil GWh, queda de 8,3% no comparativo anual.

Segundo a Neoenergia, o distanciamento social imposto pelas autoridades para conter a disseminação da covid-19 impactou as classes comercial, industrial e livre. O segmento residencial, assim como o aumento do número de clientes ativos, conseguiu minimizar os efeitos negativos.

Semestre

Na análise do primeiro semestre do ano, o lucro líquido da Neoenergia caiu 1%, para R$ 999 milhões.

A receita operacional líquida também seguiu a trajetória de queda e fechou em R$ 13,3 bilhões. O Ebitda alcançou R$ 2,6 bilhões.

A energia distribuída contraiu 4,2% no período, atingindo 28,1 mil GWh.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 21/07/2020 - 19:33