Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Lucro recorrente do Itaú cai 40% no 2º trimestre com salto nas provisões

03/08/2020 - 19:46
Logo do Itaú Unibanco
O banco teve lucro recorrente de 4,2 bilhões de reais no segundo trimestre (Imagem: REUTERS/Sergio Moraes)

O Itaú Unibanco (ITUB4) voltou a elevar provisões para perdas com crédito no segundo trimestre para responder à crise da Covid-19, mas afirmou ter visto alguns sinais de recuperação.

O maior banco privado do país informou nesta segunda-feira que seu lucro líquido recorrente, que exclui itens pontuais, atingiu 4,2 bilhões de reais, queda de 40% contra um ano antes.

O banco reservou 7,77 bilhões de reais no período para cobrir possíveis perdas com empréstimos, alta de 92% ano a ano, mas diminuindo 23% em relação ao trimestre anterior.

O índice de inadimplência de 90 dias diminuiu 0,4 ponto percentual no trimestre, para 2,7%, tendência já observada nos maiores rivais privados do Itaú.

Como os bancos estão concedendo aos clientes carência para pagar empréstimos ou renegociá-los em meio à crise, os índices de inadimplência têm mostrado melhora momentânea.

O Itaú afirmou já ter concedido aos clientes carência de até seis meses o equivalente a 52 bilhões de reais em empréstimos para que possam renegociar suas dívidas.

A receita com tarifas também sentiu o impacto das medidas de isolamento social, caindo 7,4% no trimestre, principalmente em cartões de crédito e débito, além da administração de fundos.

No lado do crédito, os empréstimos corporativos lideraram um crescimento de 2,9% da carteira de empréstimos total, mais do que compensando a queda nos empréstimos para pessoas físicas.

Assim como os demais bancos, o Itaú está se apoiando em medidas de redução de custos para aliviar a pressão das perdas com calotes. As despesas operacionais ficaram estáveis ​​no trimestre, embora o número de funcionários do banco tenha aumentado em 2,3% no trimestre.

O retorno sobre o patrimônio do banco ficou em 13,5%, queda de 10 pontos percentuais em relação ao ano anterior, mas subiu na comparação sequencial.

O presidente-executivo Candido Bracher discutirá as perspectivas do banco na terça-feira em teleconferências com analistas e jornalistas.

Veja o resultado:

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Bruno Andrade - 03/08/2020 - 21:41