Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Luiz Cesta: separando o necessário das distrações

29/11/2019 - 15:32
(Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

Por Luiz Cesta, da Inversa Publicações

Olá, leitor(a) da Cesta & Fundos!

Li no Twitter, nesta semana, uma das mais engraçadas piadas dos últimos tempos. Contei para meus colegas aqui da Inversa, mas a reação foi muito mais amena do que eu esperava.

Tá certo que eu não sou referência no meu gosto por piadas, porque prezo muita a simplicidade com resultados. E isso, muitas vezes, soa cafona. Mas vejam se não é engraçado?

– E aí, Bolsonaro? Como está o Dólar? – pergunta o eleitor.

– R$ 4,20. – diz Bolsonaro.

– Mas e se a esquerda assumir? – retruca o eleitor.

– AI-5 – prontamente responde Bolsonaro.

Eu achei sensacional e ri muito com o jogo de palavras: a possibilidade do dólar ir a R$ 5,00 e o fato de comentários sobre o Ato Institucional nº 5 estarem na moda e na boca dos políticos.

Se você não achou graça da piada, acho bem provável que tenha um gosto para piadas muito melhor do que o meu.

Mas, brincadeiras à parte, independentemente se você achou graça ou não, a verdade é que estamos sendo incessantemente bombardeados por informações e notícias que, muitas vezes, mais confundem do que ajudam.

Eu diria que o excesso de informação hoje mais atrapalha do que ajuda. E, para ter sucesso investindo, seja você profissional ou investidor comum, é preciso focar no que é importante e descartar as distrações.

Essa não é uma tarefa fácil! Qualquer erro na distinção entre o que é importante e o que é fumaça pode atrapalhar a performance da sua carteira de investimentos.

Conversei recentemente com um gestor de fundo de ações que me disse exatamente isso. A grande dificuldade de hoje é separar o joio do trigo. O essencial do acessório…

Eu estou usando uma técnica que tem funcionado para mim e quero compartilhar com você.

Eu escalo 5 fontes de informações como as minhas principais para entender o mercado, economia e movimentações setoriais. E mantenho outras 10 fontes como backup.

Durante a semana, eu destino 80% do meu tempo a essas 5 fontes principais.

Outros 15% para analisar rapidamente se existe alguma coisa que se aproveite nas 10 outras fontes de informação.

E, nos 5% restantes do meu tempo, eu dou a chance para que alguma nova fonte de informação.

Afinal de contas, muita coisa boa é criada todo dia e seria leviano de minha parte se não abrisse a cabeça para novas ideias.

Com essa atualização de mercado realizada, parto para as tarefas do dia a dia, com as responsabilidades para com meus assinantes aqui da Inversa.

E você? Tem alguma estratégia para separar o conteúdo bom do que é distração?

Já me antecipando sobre quais são as fontes de informações primordiais para mim, obviamente, o conteúdo da Inversa está entre elas.

E eu gosto muito do conteúdo que um tal “Cesta” escreve. Sempre muito esclarecedor, mas, às vezes, ele exagera nas piadas ruins. Um dia eu espero que ele aprenda.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 29/11/2019 - 15:32