Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Lula e Bolsonaro chegariam empatados ao 2º turno, se eleição fosse hoje, diz XP/Ipespe

11/05/2021 - 17:58
Lula
Recall: inocentado pelo STF das sentenças da Lava Jato, Lula ganha força para 2022 (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

A nova pesquisa de opinião pública da XP/Ipespe mostra que, se o segundo turno da eleição presidencial fosse hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o atual, Jair Bolsonaro, chegariam tecnicamente empatados às urnas.

O petista aparece numericamente à frente do ex-capitão, com 42% das intenções de votos, contra 40%. Mas, além de estar dentro da margem de erro de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, a distância encurtou desde abril, quando o placar era de 42% para Lula e 38% para Bolsonaro.

Entre os demais cotados para concorrer ao Planalto em 2022, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes também está tecnicamente empatado com o ex-deputado federal, embora apareça numericamente atrás, com 38% a 39% para Bolsonaro.

Esfarelando

Antes visto como o nome mais forte para derrotar o presidente no ano que vem, o ex-juiz Sergio Moro aparece, pela primeira vez, numericamente atrás, com 30%, ante 32% de Bolsonaro.

O apresentador Luciano Huck, também incluído na pesquisa, seria derrotado no segundo turno pelo presidente por uma diferença de 38% a 34%.

Já o governador de São Paulo, João Doria, que bateu de frente com Bolsonaro em diversos momentos da pandemia, é o que sofreria a derrota mais elástica. O tucano receberia 31% dos votos, ante 40% do ex-capitão.

Jair Bolsonaro
Legado: Bolsonaro enfrenta o desafio de conduzir o Brasil em meio à pandemia (Imagem: REUTERS/Adriano Machado)

Base fiel

A pesquisa de intenção de votos da XP/Ipespe confirma algo que os cientistas políticos já apontam há algum tempo – a consolidação de um eleitorado bolsonarista fiel, que representa cerca de um terço da população.

Não é por acaso, portanto, que a avaliação positiva do governo tenha se estabilizado ao redor desse percentual. Na pesquisa divulgada nesta terça-feira (11), 29% dos consultados classificaram o governo Bolsonaro como ótimo ou bom – dois pontos percentuais acima do mês passado.

Já a parcela do que acham o governo ruim ou péssimo cresceu de 48% para 49%. Trata-se de um quadro de acirramento da polarização política entre bolsonaristas e antibolsonaristas, já que os que acham o governo regular recuaram de 24% para 20%.

A pesquisa ouviu 1 mil brasileiros entre os dias 4 e 7 de maio. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para cima ou para baixo. Veja a pesquisa da XP/Ipespe.

 

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Márcio Juliboni - 11/05/2021 - 18:35

Pela Web