AgroTimes

Lula e Fávaro organizam doação de 2 milhões de quilos de carne para famílias do Rio Grande do Sul

28 maio 2024, 17:56 - atualizado em 28 maio 2024, 17:56
lula fávaro rio grande do sul
O encontro contou com a participação da ABIEC, ABPA e Abrafrigo; Fávaro ressalta a dificuldade no envio de alimentos ao Rio Grande do Sul (Foto: Ministério da Agricultura)

No fim da tarde de segunda-feira (27), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, reuniram representantes do setor de proteína animal para dialogarem sobre ações de apoio ao Rio Grande do Sul.

Na ocasião, os empresários anunciaram a doação de 2 milhões de quilos de carne bovina, suína e de frango, além de ovos, para o estado gaúchos. O objetivo é complementar a cesta básica das famílias afetas pelas fortes chuvas e enchentes.

“Sou muito grato ao setor de proteína animal por terem aceitado o chamamento desta reunião, convocada pelo ministro Carlos Fávaro, para pensarmos juntos ações de solidariedade para o Sul. Uma demonstração de que esse país tem solução ao deixarmos de lado as nossas diferenças para ajudar quem mais precisa”, destacou o presidente Lula.

O encontro contou com a participação da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), e da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).

  • Ação do agronegócio “sofre ceticismo exagerado do mercado”: este analista acredita que ela pode pagar ótimos dividendos e é a melhor empresa de seu setor; veja qual é

O ministro Fávaro explicou que com as dificuldades logísticas na região, alimentos perecíveis acabam não chegando até às famílias afetadas. Também pontuou que a reunião tem o objetivo de criar um grupo de trabalho para atender essa demanda de proteína no estado. A expectativa é que atenda 590 cozinhas solidárias.

“Essa foi uma reunião de solidariedade. Encontramos um campo fértil, encontramos pessoas, empresários que já estavam ajudando, mas queriam saber como poderiam ajudar mais e cada um ofereceu tudo aquilo que podia, que seja um produto, em logística. Nós vamos montar isso então para atender a população brasileira por quanto tempo for necessário”, disse Fávaro.

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.